TODO PROSA

Minha foto

Escritor, jornalista, roteirista, diretor de tv. Dirigi, apresentei e escrevi para a  TV Cultura, CNT/GAZETA, BANDEIRANTES, MANCHETE,  Rede SESC/Senac,TV Brasil, TV Pública de Angola, TVT-TV DOS TRABALHADORES, GNT entre outras. Editei as revistas RAIZ, TRIP e HV e fui conselheiro editorial da Rolling Stone e um dos criadores do programa METRÓPOLIS da Tv Cultura do qual fui o primeiro apresentador. Fui repórter do Caderno B do JB e tomei parte da equipe fundadora do Caderno 2 do Estadão. No mesmo jornal fui cronista de 1993 a 1998. De 98 a 2001 fui cronista do Jornal da Tarde.  De 1998 a 2005 dirigi, escrevi e apresentei "Literatura" e "Mundo da Literatura" exibido em várias emissoras abertas e fechadas. Sou co-autor das peças "Olho da Rua" e "Quatro Estações". Autor de sete livros publicados como CINEVERTIGEM (ed. Record) e os infanto-juvenis VALENTÃO, O BRASIL É FEITO POR NÓS ?, DIA DE SUBMARINO e FALTA DE AR. Co-autor de outros tantos. Dirigi mais de uma dúzia de documentários e séries documentais para várias emissoras de tv. Publiquei todos os dias durante um ano em www.revistapessoa.com o 365- Diário do Anonimato do Mundo. Uma história por dia. Cada dia um lugar do mundo. Escrevo duas vezes por semana para a revista digital  Dom Total em www.domtotal.com . Entusiasta da comunicação pública também fui gerente de produção da TV Brasil e diretor de conteúdo e programação da EBC.

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

FHC, LULA E DILMA :TRINCA ANTI COP- 21

         

    Faz tempo que tucanos e petistas se digladiam em todos os fóruns e ringues ( virtuais ou reais) em um debate inócuo acerca de quem fez mais mal ao Brasil. Mas se há um assunto em que a trinca ( Lula, Dilma, FHC) acima tem afinidades incontestáveis é na gestão nota zero das questões ambientais do país.
   Teoricamente de orientações ideológicas distintas tucanos e petistas optaram pelo prosseguimento a um desenvolvimentismo hediondo e anacrônico que tem literalmente destruído o país como se viu recentemente com o lamentável acidente da Samarco em Mariana.
   Acusam o falecido JK de ser o pai dessa tragédia desenvolvimentista o que é injusto na medida em que ele não está mais aqui para se defender. Creio que como ele enxergava à frente do seu tempo o próprio pai dessa criança desenvolvimentista já teria pulado fora do ideário e estaria mais próximo de países ecologicamente responsáveis. Creio que JK seria um defensor do desenvolvimento sustentável e não dessa patuscada que ainda rege nossa nação de que progresso é abrir estradas, construir prédios, devastar...
  O quadro é sinistro. Por isso me dá uma baita vergonha alheia ver Dilma na Cop 21 em Paris tentar defender o indefensável e fazendo bravata ao dizer que os responsáveis pela Samarco já estão severamente punidos. Presidente, severamente punidos foram todos aqueles que viram seus lares, negócios e caminhos soterrados pela ganância e falta de fiscalização que seu governo patrocina.
  Sendo Lula ou FHC o que poderiam dizer na Cop 21 que não fosse hopocrisia como acabou de fazer mr. Obama ? Mas é Dilma que se presta a esse triste papel pois é a governante da hora . Não diz a que veio quando comparece a Cop 21 para  fazer um discurso pífio já que o desmatamento na Amazônia cresceu 15% e a Chapada Diamantina está queimando. Já que vivemos os dias seguintes do nosso maior desastre ambiental, com a morte da bacia do Rio Doce. Já que a chapada dos Veadeiros também arde em chamas como aconteceu com a Serra do Roncador. Já que os Parques Nacionais são invadidos por bandidos madeireiros. Já que a terra Indígena de Araribóia no Maranhão foi 80% destruída por incêndio criminoso. Já que a musa da motosserra Kátia Abreu governa nossa agricultura e que a PEC 215  avança para aprovação.Isso sem falar no desastre que é Usina de Belo Monte entrando em funcionamento e a "conclusão" da nefasta transposição do rio São Francisco.
   É bom lembrar que a atuação "trator de esteira" da então ministra chefe da casa Civil Dilma Roussef foi a responsável pela saída da então ministra do meio ambiente Marina Silva hoje infelizmente convertida de defensora ambiental a missionária reacionária de causas obscuras. Ou seja , nessa roça estamos pelados. Mas é duro ter que ver e ouvir tanta hipocrisia ambiental de nossa mandatária que não mudou uma vírgula na péssima política ambiental empreendida por seus antecessores. Para falar do que não faz a senhora presidente devia ter ficado em casa onde tem muitos problemas.








Crueldade para um ladrão chic


Alto de Pinheiros, São Paulo

O maior ladrão engravatado que já conheci na vida chamava-se Salomão. Bom de lábia, afetado mas simpático com os muito ricos ele desfilava seu conversível vermelho aos sábados exibindo dentes equinos. Tinha especial prazer em humilhar os humildes e como santo não sou fiquei muito feliz quando ele morreu engasgado e pretendo em breve urinar no seu túmulo.

domingo, 29 de novembro de 2015

Terreno baldio em São Gonçalo


São Gonçalo, Rio de Janeiro

Em 1967 um festival de música corria e meu pai amanhecia em um terreno baldio escondido da polícia que caçava comunistas. Todos esses anos depois eu procuro pelo mesmo terreno no meio de um comércio decadente bem ao lado da varanda do seu Álvaro, o demente.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

O PLANTEL DE FERNANDO PIMENTEL

foto de Alan Marques
      Sobre o assunto abro os trabalhos dizendo que se mineiro fosse e se em Minas votasse eu teria votado em Fernando Pimental nas últimas eleições. Mas isso não quer dizer que eu o considere um cidadão acima de qualquer suspeita.Isso posto fico aqui a meditar com os meus botões o que teria feito o senhor governador cometer um dos maiores erros de marketing estratégico que já vi. Após a tragédia de Mariana dar a coletiva de "esclarecimentos" dentro da sede da Samarco ? Como assim governador ? foi ideia sua ? de sua assessoria ? de vosso marqueteiro ? Ou é muito amadorismo ou muita ingenuidade não é não ?
    Em época em que o PT é alvo de inúmeras investigações, (o senhor e sua senhora inclusive) em época onde o patrimônio ético do partido foi para a vala ( do Rio Doce também) em época onde o conservadorismo pátrio afia suas garras para nos arrancar as conquistas sociais o senhor prestou um desserviço superlativo com seu erro estratégico indesculpável para quem tem tanta experiência política. Ou o senhor é vacilão nato ou então tá na hora de tocar o plantel senhor Fernando Pimentel.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

EU CONHECIA BENTO RODRIGUES

A tragédia lembra a da cidade colombiana de Armero que foi soterrada pelas cinzas e lama do vulcão Nevado del Ruiz.
 O desastre em Bento Rodrigues. Difícil não fugir do assunto muito embora talvez não tenha muito a acrescentar a indignação coletiva. É fácil amarrar as pontas mas difícil aparar as arestas. Embora sejamos um país com  ânsia “jeca” de ser “primeiro mundo” seguimos em  um subdesenvolvimento atroz que optou pelo modelo desenvolvimentista sempre com pesos e medidas que nunca pendem para o lado dos pagadores de impostos, os cidadãos comuns, o bem estar coletivo. Não somos os únicos nisso mundo afora mas nos esmeramos para sermos os piores com nossos constantes descasos com o meio ambiente, a saúde, a mobilidade.
Conheço (ou conhecia) Bento Rodrigues. Desde 1978 quando meu falecido pai se mudou para Conselheiro Lafaiete (MG) sempre “fucei” tudo que foi estrada vicinal , distrito, vilarejo mineiro como ou sem jipes que uso desde o ano 2000 para poder alcançar os recantos mais distantes e bonitos. Entre idas e vindas minha diminuta família desde 1978 sempre esteve entre Lafaiete e BH e nesse período sempre me espantou e ultrajou o crescimento da mineração ao longo da BR 040, da BR 262 e muitos outras estradas e  recantos que transformaram as Gerais num queijo suíço furado milhões de vezes para alimentar de minério fornalhas chinesas e de outros cantos do mundo.  Vi as cercanias da bela cidade de Belo Vale ( e tantas outras)destruídas, vi dezenas de acidentes e para-brisas de carros quebrados pela irresponsabilidade e velocidade dos caminhões de minério que acabam com rodovias federais e estaduais mantidas  com o dinheiro público. As mineradoras são as donas do pedaço, novas versões de um coronelismo truculento cheio de máquinas pesadas que invadem espaços públicos e privados em busca de mais e mais minério. Recentemente invadiram sem pedir licença a propriedade de conhecidos do meu sogro em Ribeirão do Eixo, distrito de Itabirito.
        Óbvio dizer que o “mar de lama” de Bento Rodrigues é a crônica de uma tragédia anunciada. Metáfora perfeita para o Brasil inundado pela lama político institucional. No meio disso tudo,pelos interesses que todos sabemos, a a mídia evita citar nomes de empresas poderosas. E a tragédia  de Bento Rodrigues tem nome, endereço e sobrenome. BHP Billiton, a maior empresa de mineração do mundo que produz minério de ferro a partir de extração em Mariana e Ouro Preto, pela empresa SAMARCO, em uma joint venture com a Vale S.A. Eles são os responsáveis. A vilanice sempre tem rosto sim. Nós é que não mostramos.
Tudo isso dá um baita desalento . Nas minhas incansáveis andanças por lindas trilhas mineiras cada vez mais destruídas pela ganância da extração de minério vi inúmeras barragens em terreno muito mais alto que vilarejos e cidades abaixo. Me lembro de Bento Rodrigues mas não da barragem acima. Mas lembro de uma porção de outros locais onde barragens sujas e mal cuidadas oferecem perigo constante. O que acontece , por exemplo, nas estradinhas que dão acesso de Ribeirão do Eixo até São Gonçalo do Bação(nas cercanias de Itabirito) é um crime. Mas o que fazem os governos sejam eles tucanos , petistas ou o que forem ? Nada . Nada além de contar mortos e feridos e apresentar eternas e protocolares desculpas. É triste mesmo pois além dos mortos ( ainda um número impreciso) tudo em volta  foi e continua sendo destruído pelo rompimento da barragem. A tragédia desce rio abaixo . Como diz o poeta Heitor Ferraz Mello “o Brasil está calado, assistindo ao seu fim. O nosso fim, já que essas empresas não vão parar a destruição, os governos desenvolvimentistas continuarão com sua política cega (basta ver o fim do São Francisco), o agronegócio também não vai deixar de enfiar soja em cada canto de terra que encontrarem. O Brasil morreu nesta semana”. Poderia ser fatalista o que o poeta Heitor diz . Mas, pior , é que não é. . Esse desastre não foi o primeiro do gênero. E quantos mais terão que ocorrer para que cessemos de perder o respeito ao ser humano ? 



terça-feira, 3 de novembro de 2015

Jean Wyllys, o madame Satã da política brasileira


   Para começar prezado deputado quero deixar claro que a comparação com Madame Satã não quer ser ofensiva. Ao contrário. Satã, apesar de um fora da lei, é no imaginário popular tido e havido como dos homossexuais mais valentes de nossa história. Primeiro porque assumiu sua orientação sexual em tempos bicudos onde ninguém o fazia. Segundo porque defendia essa opção e muitas outras escolhas em sua vida , se preciso fosse, com valentia, destreza, determinação. Reza a lenda que no campo das lutas corporais Satã era imbatível. E nisso o senhor difere para melhor dele. Bom de briga como ele não usa a violência mas as suas ações , sua retórica e sua boa articulação nas redes sociais.
   Prezado deputado mesmo que possa haver um mal entendido entre comparar vossa figura com a de Madame Satã eu corro o risco. Talvez porque seja a forma de todos nos fazermos entender em relação aos sentimentos de torcida organizada que passamos a ter pelo senhor. O senhor que eu mesmo vi com tanta desconfiança quando chegou ao Congresso Nacional montado na popularidade que angariou em um programa abjeto. Não vou questionar aqui a sua opção em optar por esse caminho para se fazer notar. Vou me ater ao que tem feito na Câmara. Aos seus posicionamentos firmes e corajosos, as boas causas que defende com valentia e galhardia no meio de uma nau de insensatos, insensíveis, retrógrados. Não pude votar no senhor quando das últimas eleições pois meu título de eleitor é de São Paulo. E nem sei se votaria naquela ocasião. O senhor veio me impressionar depois assim como a muitos outros que se sentem representados por sua indignação e vontade de lutar contra os horrores do retrocesso ético, moral e político. Sua boa ação na Câmara me cativou . Tanto que hoje eu gostaria de vê-lo à frente de responsabilidades maiores,ultrajando todos aqueles que (infelizmente muitos) ainda consideram um escândalo um homossexual assumido ter posições tão firmes em relação aos horrores cometidos em Brasília.
    Seu partido tem uma linha ideológica ultrapassada e pueril. Não me representa de forma alguma mas respeito as posições decentes assumidas por toda a bancada do PSOL nos últimos tempos. Torço para que vocês escapem de certos dogmas e anacronismos e que de fato se constituam uma opção para todos nós brasileiros cansados dos mentirosos, dos farsantes, dos oportunistas , dos salvadores da pátria que surgem nos momentos de crise para se apresentarem como engenheiros de obras prontas como esse execrável homem de muitos partidos e nenhuma coerência que é Ciro Gomes o já precipitado e falastrão candidato a 2018.
   Isso dito e isso posto rogo por sua saúde, sua sanidade mental, sua cruzada contra tanto tipo de horror político. Não esmoreça e orgulhe-se dos inimigos que o senhor tem. Eles o colocam exatamente onde o senhor tem que estar. O de porta- voz de uma indignação coletiva que não encontra ressonância nos corredores obscuros de Brasília. No meio dessas trevas contamos com poucos como o senhor. Meus respeitos.

Meus livros

Meus livros
CINEVERTIGEM

O BRASIL É FEITO POR NÓS ?

VALENTÃO

FRANGUINHO SEBASTIÃO

DIA DE SUBMARINO

DIA DE SUBMARINO
DIA DE SUBMARINO

FALTA DE AR

FALTA DE AR
FALTA DE AR
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivo do blog

Seguidores