TODO PROSA

Minha foto

Escritor, jornalista, roteirista, diretor de tv. Dirigi, apresentei e escrevi para a  TV Cultura, CNT/GAZETA, BANDEIRANTES, MANCHETE,  Rede SESC/Senac,TV Brasil, TV Pública de Angola, TVT-TV DOS TRABALHADORES, GNT entre outras. Editei as revistas RAIZ, TRIP e HV e fui conselheiro editorial da Rolling Stone e um dos criadores do programa METRÓPOLIS da Tv Cultura do qual fui o primeiro apresentador. Fui repórter do Caderno B do JB e tomei parte da equipe fundadora do Caderno 2 do Estadão. No mesmo jornal fui cronista de 1993 a 1998. De 98 a 2001 fui cronista do Jornal da Tarde.  De 1998 a 2005 dirigi, escrevi e apresentei "Literatura" e "Mundo da Literatura" exibido em várias emissoras abertas e fechadas. Sou co-autor das peças "Olho da Rua" e "Quatro Estações". Tenho vários livros publicados como CINEVERTIGEM (ed. Record) e os infanto-juvenis VALENTÃO, O BRASIL É FEITO POR NÓS ?, DIA DE SUBMARINO e FALTA DE AR. Dirigi mais de uma dúzia de documentários e séries documentais para várias emissoras de tv. Publiquei todos os dias durante um ano em www.revistapessoa.com o 365- Diário do Anonimato do Mundo. Uma história por dia. Cada dia um lugar do mundo. Escrevo duas vezes por semana para a revista digital  Dom Total em www.domtotal.com . Estou diretor de conteúdo e programação da EBC- Empresa Brasil de Comunicação.

Seguidores

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

POR ONDE ANDA DENISE DUMMONT ?


Agora, às 17 horas, eu não sei onde ela anda. Mas horas atrás estava ao meu lado sentada na cadeira 11 D do vôo da Tam que saiu do Rio às 13 e 15 vindo pra São Paulo. Eu estava na 11F e só me dei conta de que Denise Dummont era Denise Dummont depois de algumas olhadelas com o rabo do olho. Está igualzinha à foto abaixo, cabelos avermelhados. Usava um charmoso óculos de leitura e me pareceu simpática ao trocarmos meia duzia de sorrisos quando peguei seu livro que caiu no assoalho do avião e depois quando lhe dei passagem para pegar algo no bagageiro acima de nós. Deixei também ela passar à minha frente pra sair no desembarque e ela, simpática, de novo, me agradeceu e de despediu dirigindo-se para uma área de conexão. Não tive coragem de perguntar se ela era ela mas tive quase certeza. Certeza que se consolidou quando procurando suas fotos pra escrever esse post achei essa recente com o cabelo avermelhado, igualzinha ela estava hoje. Para os mais novos é preciso explicar que Denise foi símbolo sexual de uma geração ou duas. Pessoalmente não foi a minha musa pois a achava magrinha e com pouco peito embora com coxas bonitas que parece ainda preservar. Denise é filha do lendário compositor Humberto Teixeira ( parceiro de Luiz Gonzaga e autor dos versos de Asa Branca)e participou de novelas e filmes sobretudo nos anos 80. Reza a lenda que no "caliente" filme Rio Babilonia de Neville de Almeida o ator Joel Barcelos teria se aproveitado de uma cena de sexo na piscina com a Denise e mandado brasa de verdade, assunto levantado nesse blog pelo astuto Marcio Gaspar do blog Quase Pouco de Quase Tudo. Se apesar de sua jovialidade aos 50 e tantos e sua simpatia eu não tive coragem de perguntar se ela era ela quiçá dirimir essa dúvida...sou mesmo um jovem senhor muito tímido !

18 comentários:

Percival disse...

Fisionomista e ficionomista. É ela mesmo. Eu não lembraria de seu nome nem de sua historia, mas a imagem desta capa de revista me é muito familiar. Parece ter visto ontem nas bancas.Imagem angelical, nada opulenta de formas como exploram no cotidiano. Porque eu lembro?
Estou intrigado.
E seu rosto atual estampa mesmo os seus traços. Redundante seria perguntar lhe.
A ponte aérea sempre é palco para os descolados, e a viagem prosegue depois do pouso.

Marcio Gaspar disse...

hahaha, ricardo, o episódio no 'rio babilonia' é verdade verdadeiríssima, confirmado por diversas fontes fidedignas. ou pode ser tudo viagem... afinal, os tempos eram 'aqueles', sabemos bem.

leve&solto disse...

Jovem senhor muito tímido???

Interessante a qualificação!!! rs

bj

angelo alfonsin disse...

Em tempos de mulher melancia, jaca e outras idiotices, aqueles tempos eram apenas das mulheres sem a qualificação hortifrutigranjeira.
Gostei do roteiro, luz, câmera, ação...

Edna Federico disse...

Nossa, ela tá ótima, né?
Beijo

Ana Paula Siqueira disse...

Ei Rica RIvera (hehe)
Outro dia eu vi uma entrevista com ela no sem censura, se não me engano. A moça vive nos Estados Unidos. Casou-se com o bisneto (ou neto??) de Charles Darwin... é mole?? Que evolução, não? rsrs
Realmente ela é uma simpatia.
Agora, você, tímido?? Faz-me rir, né hahahaha
saudades de você..
apareça no msn, sô!!
beijos
cigANA

Elizeu disse...

A época da Denise foi uma epoca incrivel, perdi varias horas no banheiro da loja de um irmão meu no centro do rio com esta playboy que se apresenta no blog.
Quanto a cena da piscina uma coisa é certa, se rolou sexo de verdade houve aprovação das partes, apesar do ator citado ter desaparecido das telas fazendo algumas pontas em curtas. Acho que o filme em si não foi só marcado por uma cena, a cena final do ator que infelizmente esqueci o nome foi agarrado pelas costas por um travesti peladão.

Anônimo disse...

Assisti ao filme é não vi a penetraçaõ, mas na piscina há uma cena clara em que o ator esfrega seu membro na vagina de denise isso foi fato e muito bem visivel, ela está segurando as bordas da piscina e ele por tras dela, e pela cara dela ela tava guase gosando

Dores da alma disse...

Como cineasta, voce poderia aproveitar para focar a Denise nao mais com o passado, mas no belissimo documentario que fez sobre Humberto Teixeira, seu pai, sobre as raizes da musica nordestina brasileira, sobre os movimentos musicais brasileiros na cena internacional, sobre a questao social da mulher em decadas passadas, sobre o periodo da ditadura no cenario musical brasileiro e tantos outros conteudos que este filme resgata a memoria. O resto e o resto e e pequeno para lembrar esta jovem senhora. Muito pequeno.
Maria Elisabete.

Santos disse...

Olá pessoal. Referente a tal cena de sexo na piscina, alguém tem algum depoimento, entrevista em off, alguma coisa que dê mais clareza (além das imagens que dão 97% de certeza que houve penetração rsrs) sobre a cena. Algum parente dos atores ou o próprio diretor comentou alguma coisa num tempo perdido por aí? Bom, se alguém puder e quiser falar alguma coisa ou postar algum link, eu agradeço.

Anônimo disse...

Denise continua tão maravilhosa quanto antes. Espero que não desapareça mais.

Anônimo disse...

Quem quiser assistir a cena da pscina, não sei se esta com corte ou não, mas vale a pena conferir em

http://www.dalealplay.com/informaciondecontenido.php?con=97330

LUIZ CARLOS UBALDO GONÇALVES disse...

DENISE DUMMONT FEZ A NOVELA MARINA QUE TINHA TRILHA DE BETO GUEDES. QUANDO ENTRAR SETEMBRO. CANSEI DE ME DELICIAR COM SUAS FOTOS NO BANHEIRO.QUANTA SAUDADE MINHA DEUSA, VC É LINDA DEMAIS. CARLINHOS DE VISCONDE DO RIO BRANCO MG

Anônimo disse...

Tanto faz se entrou ou não. Todo mundo acha que eles eram só atores, mas eles estavam namorando na época. Inclusive terminaram o filme casados.

Anônimo disse...

a famosa do sexo a 3 no filme rio babilônia!
safada e gostosa :D

Nilton cesr disse...

Eu era um adolescente quando assisti pela primeira vez o filme rio babilonia dentre outros com a gloriosa Denise Dumont, aquela cena da piscina foi barbara, mas outro filme fantastico que vale lembrar se chama: "senta no meu que eu entro na sua", onde havia cenas em que a vagina dela falava, rsrsrsrrsr, foi uma mistura de comédia com pornochanchada, hilário. beijos a Denise. NILTON. RP

vicfoto disse...

A cena de Rio Babilônia é verdadeira, eu já assisti várias vezes e nada me tira da cabeça que sim.

valeria botelho disse...

ela era maravilhosa nas novelas,porque saiu de cena.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivo do blog