GUY DE MAUPASSANT


Somos duas raças sobre a terra . Aqueles que precisam dos outros, a quem os outros distraem, ocupam, repousam,e a quem a solidão extenua, esgota, aniquila, como a escalada de uma terrível geleira ou a travessia do deserto, e aqueles a quem os outros, ao contrário, entediam, aborrecem , incomodam , extenuam, enquanto o isolamento os acalma ,os banha de repouso na independência e na fantasia de seu pensamento. Em suma, há nisso um normal fenômeno psíquico.Uns são dotados para viverem fora, outros para viver dentro.

Guy de Maupassant no conto "Quem Sabe?" de 1890. Tradução de Celina Portocarrero no livro "Os melhores contos fantásticos" com organização de Flávio Moreira da Costa

Comentários

Mara* disse…
Pura didática o seu blog, amo isso, amo aprender. Dele, Guy, lembrei do conto "O medo", talvez por estar vivendo este sentimento até a medula. Beijão.
CarmeLa disse…
Ricardo,
Me gusta mucho Guy de Maupassant. Es un escritor muy ágil, quizás eso se deba al haber escrito en algunos periódicos de su época. Eso, posiblememete, hizo más dinámica su escritura.
Me parece fascinante Bel Ami, pero sobre todo me gustan sus cuentos: Mademoiselle Fifi, Bola de Sebo, Dos amigos, El viejo Milon...Esas narraciones cortas son encantadoras.
Ate logo.

Postagens mais visitadas