Obsessão por carros


O "gancho" do tema desse post veio de outro post do recem-criado blog "Quase pouco de quase tudo" do velho chapa Marcinho Gaspar. Entre as três coisas que ele odeia uma transcrevo abaixo :
"- obsessão por carros (cuidar do carro, lavar o carro, ambição por determinado carro, fazer do carro uma extensão da sua personalidade, ou das suas carências)"

Pois então essa obsessão explicaria um pouco da bizarra condição a qual chegamos em São Paulo onde muitas vezes ir de um bairro a outro pode levar mais tempo do que ir a Sorocaba ou Campinas ? Explicaria o fato de termos 7 milhões de automóveis ? explicaria o fato da indústria automobilistica, voraz e acachapante, nos oferecer todos os dias carros e mais carros novos por preços convidativos ? explicaria a ausência de politicas públicas para transporte público ? explicaria a condição total de desamparo que nos vemos todos os dias quando as marginais param e o inferno se instaura ? Escrever sobre o assunto pode ser uma catarse mas não resolve o problema. Há exatos 10 anos eu fiz um documentário chamado " Trânsito , na contramão do caos". Naquela época tinhamos 4 milhões e meio de carros em São Paulo e a situação era insustentável... hoje temos 7 milhões, nada ou quase nada foi feito pra se conter a sanha consumista por carros e a situação ficou inviável. Está cada vez mais próximo o dia em que pararemos definitivamente de rodar por São Paulo por absoluta falta de espaço para os carros, ônibus, caminhões. Estaremos recriando aqui o conto de Cortázar, " A Auto estrada do sul " quando o trânsito literalmente pára e as pessoas começam a morar nos automóveis . Isso lhe parece surreal ?? isso será real se a médio prazo nada for feito. "Pois a longo prazo estaremos todos mortos" como diz a célebre frase de Keynes . Mortos e com apocalipse automobilistico transferido pra geração seguinte . Por que será que nos acostumamos com o caos e não protestamos pra valer ?

Comentários

Mara* disse…
Estamos acostumados a colocar tranca na porta somente depois de arrombada, isso já é marca registrada do povo brasileiro, como deixar o que tem que ser feito para o último dia, entrega da declaração do imposto de renda, por exemplo. Depois do caos instalado toma-se as devidas providências, vide o caso da aviação e tantos outros. Um bom final de semana.
Mara* disse…
É o seu reloginho ou é a minha visão que está com problema?
leitora assídua.. disse…
Os mais conscientes (como vc) até protestam... Mas, haveria necessidade de envolvimento e união da sociedade. E o pior vem agora: será que teríamos eco dos governantes para possíveis soluções? Problemas sérios como o caos aéreo instalam-se de mansinho, sem que os grandões e poderosos tenham o mínimo de eficiência ao menos para amenizá-lo! Infelizmente sinto que o que sabem fazer bem é manipular e mascarar coisas sérias (caso renan)... Aí sim, o empenho é grandioso!!!
Agora, procurar soluções à situação caótica por vc colocada? Eles (nossos medíocres governantes - nem todos claro) não estão interessados...
Quem sabe quando estivermos do "outro lado" (se é que existe..rs), nossos jovens não tenham conseguido alguma mudança mais concreta por aqui..
bjo e boas inspirações no final de semana!
Marcio Gaspar disse…
ricardo: embora atacada e odiada por muitos (na maioria das vezes por puro e odioso preconceito machista), a ex-prefeita marta suplicy continua em alta na periferia de são paulo. um dos motivos? foi ela a única a investir nos arrebaldes da capital e a única a peitar a mafia do transporte publico. ou se prioriza o transporte publico ou não há solução, é simples assim. E obrigado pela 'colher de chá' pro Quase Pouco...
SM disse…
Gostaria muito de ver seu documentário para comparar com a atual situação (fica o pedido... rs).
Agora, a questão é pra lá de delicada, né? É culpa do brasileiro, é culpa do governo, é culpa das indústrias automobilísticas, da política econômica ou o quê??? Fica difícil restringir a culpa a um só. Se a coisa virou um caos, cada um tem a sua parcela de culpa nisso e, a priori, caberia a cada uma das partes fazer a sua parte para solucionar o problema que criaram. Mas... Você acredita em Papai Noel?

Postagens mais visitadas