Nosso doido cérebro

Entre o cipoal do besteirol que a internet despeja todos os dias há preciosidades muito curiosas como essa que Theo Craveiro, filho de Jurandir Craveiro e Bia Blandy, dois amigos queridos, me mandou.O que vale registrar é que se nosso cérebro está habilitado pra ler as palavras como um todo e não as letras em separado é inexplicável como tem gente que não entende sequer uma palavra do que dizemos mesmo sendo teoricamente alfabetizado.Mas isso é analfabetismo funcional ou papo de botequim. Textos e contextos ...e vamos ao curioso que está abaixo.

De aorcdo com uma peqsiusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as Lteras de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia Lteras etejasm no lgaur crteo. O rseto pdoe ser uma bçguana ttaol, que vcoê anida pdoe ler sem pobrlmea. Itso é poqrue nós não lmeos cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo.
Sohw de bloa

Comentários

Sthefanny Brasil disse…
é...
descobri algo em comum entre mim e o seu blog...
a cor do meu cabelo
xP
^^
rm disse…
É vreddae, etntnaetro ssbe-a dsiso há um tãpeno. Praecee cisoa de dcixélsio.

RM (MR)
Fantástico, Ricardo! Adorei!

Beijo!

Analú

Postagens mais visitadas