metrô, belém e centro

Interpretem como quiserem esse post mas não vou me patrulhar ... perdi a embocadura em ser pobre , assalariado. Perdi a embocadura de pegar fila grande, estar no meio da multidão , ser espremido pelas circunstâncias do descaso do poder público com o transporte coletivo. Me senti um riquinho gorducho pois não sabia sequer que na estação Sé do metrô haviam baias de ferro para organizar as filas que ficam gigantescas no horário do rush. Gente como gado por que não tem educação para se comportar em filas ou por que é subestimada ? Ontem sabendo que o inferno do trânsito não me faria chegar a tempo em um compromisso no Belenzinho eu andei de metrô desde a Vila Madalena com conexão no Paraíso e do Paraiso pra Sé. Da Sé para o Belenzinho e do Belenzinho pra rEPúBLICA depois indo da República de volta a Vila Madalena. Muitas conexões , muitas estações, muita gente e a certeza de que o caos urbano não é culpa das pessoas mas sim do excesso de carros, da faLTA DE transporte público , da voracidade consumista que nos aproxima do apocalipse motorizado que é aliás o nome de um belo livro que nos ensina a como viver sem carros. O resumo do post é : acostumado a me estressar no trÂNsito de São Paulo e do Rio de Janeiro dirigindo meu carro com ar condicionado senti na pele que é ridículo o meu problema quando me espremo entre a multidão na tentativa de pegar uma janelinha no transporte público.

Comentários

leve&solto disse…
Entendo perfeitamente seu post e ponto de vista! Sendo eu paulistana e sabendo desse caos diário em SP, quando estou por aí, prefiro andar de carro... Exatamente como falou, arzinho, música, e ainda dá pra admirar algumas cenas e paisagens interessantes ou até instigantes (isso pros não estressados com trânsito, que é meu caso). E digo mais: como posso criticar vc por pensar dessa forma, afinal, não temos culpa das desigualdades sociais, muito menos pelo transporte público não satisfatório.
Quer saber? Se viesse aqui contar as belezas cariocas eu estaria morrendo de inveja! Mas andar de metrô com todo o trajeto que vc precisou fazer... é pra acabar com o humor de qualquer um!

bjs
Patty Diphusa disse…
Deve ter sido muito estressante, mas acho que todos nós de vez em quando deveríamos enfrentar esse caos.´É bom para nos lembrar sobre o que falamos, escrevemos e defendemos. É bom para diminuir essa distância entre o que a gente diz e o que enxerga. E além do descaso público, também é bom reconhecer que corajosas são as pessoas que vivem isso diariamente. Gostei do texto, começou estranho, mas ajudou na reflexão, de novo. Bjs
Alexandre Core disse…
Minha opinião:
- Metro de São Paulo: Excelente! O problema é que aqui tem é gente saindo pelo ladrão;
- Ônibus: Péssimo! Pior do que no Rio. Frota antiga, velhos mesmo. Alguns quebram pelo caminho;
- Carro: Melhor seria não precisar usa-lo, mas dependendo de para aonde você vá é impossível;
- Trânsito: Cansativo, estressante, mas por incrível que pareça muito mais organizado do que o do Rio de Janeiro, por exemplo, que conta com uma frota muito menor.
FINA FLOR disse…
é querido, nosso transporte público é uó, mesmo........

mas hoje estou passando para dizer que espero que os melhores frutos caiam em seu cesto no ano que está prestes a começar e que seus dias sejam sempre perfumados por brisas doces!!! sorte e sucesso!

beijos e até

MM.
Edna Federico disse…
Feliz Natal para você!
Beijos
Renne Boz disse…
Olá. Sem dúvida o metrô de São Paulo é um caos, um caos pior do que dirigir em trânsito parado, tab acho....Há coisas que a gente até sente vergonha de reclamar, não é mesmo?
Um bom fim de ano e boas festas pra vc.
Grande beijo
Dessa vez não vou concordar. Sei que em alguns dias o metrô é mesmo um caos, sobretudo em determinados horários e estações. Mas na grande maioria dos dias é uma excelente opção. Há cinco anos pego o metrô diariamente para ir da zona sul ao centro. O tempo que fico no metrô varia, mais ou menos, entre 25 e 32 minutos. Só me lembro de umas 4 ou 5 vezes em que esse tempo foi maior. Se eu fosse de carro, num dia chegaria em 30 minutos, no outro em 1 hora e meia.

abraços,

Fernando

Postagens mais visitadas