O PAÍS DOS DEPUTADOS, para que servem mesmo?

O deputado federal mensaleiro João Paulo Cunha(PT/SP),minúsculo na foto como é minúscula sua postura ética, posa sempre de indignado injustiçado pela mídia desse país. Ok João Paulo, você não venceu. Foi reeleito por ter manipulado o povo pobre de Osasco,municipio vizinho de SP,sua base eleitoral. Foi reeleito mas jamais vai recuperar a pouca credibilidade que tinha antes de ser eleito presidente do Congresso. Pelos caminhos que levam a minha casa passo por áreas limitrofes com Osasco e vejo sempre inúmeros out-doors do deputado mensaleiro a alardear seus parcos feitos. É a tentativa de se manter à tona e não cair no esquecimento.
Mas afinal por que falo dessa triste figura ? É simples... zapeando pela tv carioca dou de cara com um canal que transmite as estultices dos deputados estaduais do estado do Rio de Janeiro. E lembro que em muitos estados desse nosso Brasil outros tantos canais transmitem outras tantas estultices de tantos outros deputados astutos. E todos esses deputados astutos que pronunciam estultices levam um belo dinheiro para suas contas bancárias e manejam todos os dias verbas, leis e orçamentos para ficar com nacos e nesgas , abrir brechas e avenidas para suas conveniências. Agora pegue todos eles, os estaduais , e acrescente a eles os federais e você terá a receita do Brasil de deslavada corrupção e favorecimento a poucos e pseudo-bons .
Virou moda dizer que é golpismo barato pregar contra o legislativo . Ok, mas se a grande maioria deles não se dá ao respeito para que servem mesmo ? Por isso elejo com louvor o mensaleiro João Paulo Cunha como símbolo da espécie que hoje gostaria sim que estivesse extinta. Roedores de verbas que não lhes pertencem. Gente que deveria se esconder como toupeira mas que exibe as penas da ostentação como o pavão.

Comentários

Ru Correa disse…
Excelente post, Ricardo.
Tenha certeza que sua vontade de extinguir esses "ratos" é compartilhada por muitos brasileiros como eu, por exemplo.
Trabalho em um bairro que faz divisa com Osasco e vejo a carência daquele povo, porém como você mesmo disse, os out-doors estão lá, imponentes, marcando o terreno para a próxima jogada, digo, eleição.
Não gosto nem de pensar que um cidadão como ele pode, novamente, conseguir ser eleito enganando o povo... é frustrante.

Feliz 2008 pra você!
Beijos!!!
rm disse…
Pô Ricardo, sacanagem (esse cara tá te devendo também?),

Será que esse estulto aí tem mesmo toda essa "competência"?

Aqui em Minas tem 77 estaduais, garanto que dão de 10 a zero nos quesitos que você arrolou. Sugiro para os fins aqui propostos, que elejamos, democraticamente, o símbolo dessa excrescência do sistema representativo brasileiro...

PS: tem só um detalhe, todos os sacripantas foram eleitos, alguém votou neles...
leve&solto disse…
O pior RM é justamente isso... Eles acabam sendo reeleitos! Quem votou? Eu que não fui...

Não sei até que ponto nossa opinião resolve alguma coisa.. até onde nossa consciência política pode mudar ou como disse "ru correa" a "extinguir esses ratos".. porém, acredito que temos obrigação de mostrar toda essa sujeira aos nossos filhos e torcer pra que aconteça o tal efeito dominó através do voto e consciência dos jovens informados e preocupados como Ru Correa... e que caiam todos os ratos um por um.. e quem sabe num futuro mais breve do que imaginamos possamos ter uma política mais transparente e limpa!

Ops, o comentário era ao Ricardo..rs E acabei falando pro RM.rs

beijos

Mara
Ricardo: você poderia me passar seu e-mail, por favor? O meu é analugare@yahoo.com.br

Obrigada, e um abraço!

Analú
Marcio Gaspar disse…
você tem razão na maior parte do que escreveu, ricardo. porém, smplesmente 'acabar' com os deputados é jogar a água do banho com o bebê dentro. seria um golpe fatal para a democracia e uma porta aberta para os golpistas e ditadores de ocasião.
Ricardo Soares disse…
ru... realmente a imponência dos out-doors do mensaleiro nÃo combina com sua pífia atuação parlamentar.

mara e rm ... o problema é justamente esse... por mais que aprontem muitos deles são reeleitos... é aí que a porca torce o rabo...

ana ... depois te passo meu e-mail... thanks pela visita


marcinho... mas é justamente isso que eu dizia... os excrementais deputados nos dão a tentação de pensar que não precisamos dele... são tào poucos os que não prestam que dá até um desespero... mas também não podemos deixar de critica-los justamente por esse argumento de que pedir o fim do legislativo é golpismo... resta saber como reformamos o legislativo... e se houvesse uma espécie de sabatina ou corregedoria pra deputados??? abs
Dentro da Bota disse…
Opss... nem me fale desta politicagem...
Ontem o ministro da justiça, aqui da italia, pediu demissao... pois esta sendo investigado... imagina...
Abraòos...
Gi, roma
Há não muito tempo, 'público' significava o lugar onde se podia discutir questões relativas ao todo. E 'privado', o lugar da intimidade.
Hoje, 'público' virou expectador (passivo), a palavra 'publicidade' ganhou um sentido de aparecer, independente dos meios utilizados (o que gera nas pessoas algo do tipo: pô, o cara tá na razão dele, tá fazendo publicidade) e 'privado' é muito mais utilizado, hoje, em relação à tal iniciativa privada (a das empresas, a do mercado, do lucro, dos interesses particulares).
"Iniciativa privada", que deveria significar "guardar um segredo", hoje significa "publicidade". Quer dizer: uma suruba semântica completa, que não explica tudo, mas que, acho, é uma pista.
As pessoas não votam mais. Elas cumprem uma obrigação chata, e vão curtir o feriado.
Acho que o umbigo das pessoas deveria ser menos referido pela mídia e pela propaganda. Talvez acordasse as pessoas para o fato de que não é só a vida privada que interessa.
Mas vai pedir isso a eles...
José Renato disse…
Prezado Ricardo e colegas do post,
Não podemos nos esquecer dos VEREADORES, pois afinal este ano teremos eleições municipais... e a roubalheira mais 'invisível' são estas praticadas na maior parte dos mais de 5 mil municípios brasileiros...
Sou funcionário público e consegui meu emprego através de concurso público. Se os políticos também são funcionários do povo, ou seja, públicos, também deveriam ser submetidos a um exame mínimo de português, conhecimentos gerais e da constituição federal e estadual, afinal serão nossos representantes, concordam??
Abraço a todos.

Postagens mais visitadas