IMPRENSA, POLÍTICA E A FESTA DO BOI EM PARINTINS

BOI CAPRICHOSO

A imprensa no Brasil é um partido político. É o que diz o cientista político Wanderley Guilherme dos Santos

. A imprensa no Brasil se considera indestrutível porque ela resiste à democratização, à republicanização do Brasil.

. Os militares brasileiros hoje se submetem mais à lei do que a imprensa.

. restou à imprensa brasileira ter a capacidade de gerar crises, instabilidade política.

. No Governo Lula, a imprensa pratica o “quanto pior melhor”, que, antes, atribuía à esquerda: ela combate políticas que, sabe, são benéficas ao país, mas não tolera que sejam praticadas por um líder comprometido com as classes populares.

Os tópicos acima foram extraídos de algumas entrevistas e escritos do professor e cientista político Wanderley Guilherme dos Santos e dão margem a boas discussões , ainda mais no universo blogueiro.
Há mais de 30 anos sou um profissional de comunicação o que já incluiu jornalismo, programas de tv, documentários, roteiros, marketing político, livros, e todas as derivações da mídia. Mas nunca em toda a minha trajetória profissional vi a mídia nativa tão partidarizada quanto agora . Os jornalões e revistas que antigamente ainda mantinham uma fachada de isenção agora escancaram sua vocação anti-lula e anti –pt . Na reação , alguns outros órgãos de imprensa ( em menor número e expressividade é bom que se registre) apoiam ,mais do que o Pt , o presidente lula e não escondem isso também . Desnecessário dizer aqui quem é quem. Nessa enxurrada acabaram entrando por motivos muitas vezes não tão claros jornalistas que tinham e tem um nome a zelar como o veterano Mino carta e o deslumbrado/articulado Paulo Henrique Amorim que de colunista econômico transformou –se em dublê de mestre de cerimônias de programa dominical da tv do bispo da universal.
Agora , dados jogados na mesa, ou você é tucano ou você é petista. Como se o Brasil todo estivesse participando da festa do boi em Parintins. Ou vc é Caprichoso , o boi azul , a mesma cor dos tucanos, ou você é Garantido, o boi vermelho, a mesma cor dos petistas. É de um simplismo inenarrável .BOI GARANTIDO

O simples fato de você elogiar alguma política pública do presidente, embora discorde de outros duzentos pontos do governo lula, faz de você um petista. O simples fato de você comentar alguns acertos de José serra faz de você um tucano. Ou seja , você não pode sequer propor que a melhor fórmula entre tucanos e petistas talvez fosse uma mescla ou então nenhum dos dois. Aí caímos na terceira via e essa por enquanto é obscura e nebulosa.
Todo essa transformação de revistas e jornalões em pasquins que defendem interesses do grupo tucano ou do grupo petista ( e os pfls / democratas sempre nos dois barcos) ainda não tem seus reflexos medidos nem a curto nem a médio prazo. Não se sabe que tipo de conseqüência a partidarização da imprensa vai trazer inclusive à consciência crítica da sociedade. O daninho, o danado é que você vê gente dita séria apoiar um tucano fajuto como Arthur Virgílio porque é anti- petista ou apoiando um embuste como Ciro Gomes porque é um anti- tucano embora tenha saído daquele ninho.
Da imprensa para os portais ,dos portais para os blogs a guerra entre Garantido e Caprichoso cresce. Diria eu, com o risco de queimar a língua, que na blogosfera o assunto até piora pois geralmente os defensores dos dois lados são toscos nas argumentações, fracos nos argumentos e radicais nas finalizações o que transforma vários blogs em bate –bocas entre a turma do Garantido e a do Caprichoso. Briga de hooligans mesmo. Isso sem contar que quase nenhum desses blogueiros militantes escreve bem o que deixa a discussão ao rés do chão como se diria em Portugal. Ou tudo é culpa do Pt ( eles adoram dizer petralhas, petelhos) ou tudo culpa dos tucanos, do Fhc, do serra , do neo –liberalismo, da "herança maldita".
Diante do tédio dos embates entre o pessoal do Caprichoso e do Garantido eu fico apenas perguntando onde fica o sorriso e o bom humor das pessoas que fazem a festa em Parintins. Ou vamos fazer um bumbódromo no Rio e em São Paulo pra colocar os dois lados pra dar bumbadas um no outro ?

Comentários

Também passei pra te fazer uma nova visita...
Também falei no Maria-Sem-Vergonha sobre a mídia...
Também falei sobre o PT
Também carrego no peito a indignação...
que bom que os nossos "tambéns" aumentam...
Nem me fala meu caro... fui apedrejada na segunda apenas por publicar um post com a visao do bolsa familia aqui no exterior. Me chamaram de pro-Lula pode ?

Eh o que voce disse. Nao podemos ver os dois lados da moeda. Temos que ser parciais caso contrario nos colocam um rotulo.

bjs
Lys
Pinto disse…
Temos que ser que nem Alan Neto!
rm disse…
Grande Ricardo,

Parabéns pela coragem e postura profissional. Topo entrar nesse debate se você descer da cadeira de mediador e defender o seu pensamento, seja lá que boi for (quem sabe o voador, seja esse boi o que for...).

Pra apimentar o debate: o que você me diz de mais uma tentativa do atual governo de reimplantar a CENSURA, impedindo que os meios de comunicação (e a patuléia, enfim) saibam que uso se faz dos famigerados cartões corporativos "lotados" na presidência da república. Isto sim, verdadeira "farra do boi".
Ingrid Varella disse…
Olá, Ricardo. Legal saber que tem coleguinha de profissão com essa postura. E legal também sua visita no meu blog. Abraços.
Olha, não sei não...
A imprensa sempre foi anti-Lula, mas por conta de que tinha uma espécie de medo, um medo que, ao meu ver, era mais da pobreza no poder do que de algo que possa ser chamado efetivamente de esquerda.
Concordo que a briga no "debate social" se polarizou. Mas a mídia cansa de publicar que os banqueiros adoram o governo Lula, que os índices da economia são "históricos", que o risco-Brasil caiu... isso é perseguição?
Acho que a mídia tá curtindo e muito essa falsa polarização (tão falsa que já chegaram até a propor fusão dos partidos, tal a semelhança de suas "agendas"), justamente por que ela-mídia é, hoje, o braço direito do grande capital. Se as duas forças políticas do país centram as atividades e o debate na tal da economia, pra ela-mídia vai continuar nas mil maravilhas.

Nesse ponto específico, continuo concordando com o velho Marx e, mais ainda, com um cara chamado Guy Debord: com o primeiro, quando diz que as contradições do capitalismo são insuperáveis internamente. Vide a concentração de renda atual, cada vez maior e galopante. Com o segundo, quando coloca que só se combate o discurso da economia "espetacular" subtraindo a economia da discussão. A questão é maior, é ideológica.
Penso que tudo o que o Lula está fazendo agrada a mídia, os ricos e até mesmo a classe média - que invariavelmente compra as ilusões de sucesso do tal do mercado - justamente por que mantém a balela econômica em voga.
PT e PSDB estão se lixando pro Brasil por que pensam que empresa resolve a questão. Empresa é privada e justamente por isso o país (o público) está escorrendo pinico afora...
Abração
Helen disse…
Simplismo resume tudo. Ou você gosta de chocolate ou de baunilha. Não me fale em pistache, não existe mais pistache!

Foi-se o tempo em que, do dado, se extraía uma informação. O que temos agora são opiniões 'oficiais', contraditórias e muitas vezes mais rasas que uma poça de cuspe. Todas soltas por aí, procurando cabecinhas que as absorvam.

E lógico, todas elas Verdades Absolutas. Um nojo.

bju!
Maira Parula disse…
é, Ricardo, essa polarização além do mais é ridícula, serve para encobrir, dar vestes ideológicas (de um nível fla-flu) a algo que não passa de mera disputa pelo poder por parte de 2 grupos na essência semelhantes, pois Lula de esquerda não tem mais nada, transformou-se num legítimo herdeiro de FHC e do neoliberalismo, perfeitamente afinado com Washington, muito diferente do trio Morales, Fidel e Chávez. O próprio Chávez reconheceu isso ao dizer a Lula que o problema dele é que o governo americano gosta dele. Muito esperto, Lula acarinha os chamados "piratas do Caribe" e tb os inimigos destes. A diferença é que o governo Lula é mais assistencialista e para quem está na pior, isso já faz diferença. Pode-se dizer o quê? Que Lula é uma "esquerda neoliberal"? É de torcer os miolos...
beijão
Eu não voto no Lula. Mas, votei a vida toda, lá no "principado", em Orlando Fantazzini, que foi petista a vida toda, e agora depois dos escândalos do mensalão, se mudou para a "ala" radical de Heloisa Helena.
Isso não faz de mim nem petista, nem anti-petista (por não votar no Lula). O problema, da imprensa especialmente, é esse 8 ou 80.

Estão esquecendo as regras básicas do jornalismo, que aprendemos lá no primeiro ano de faculdade: ouvir todos "os lados" envolvidos.

Agora, indiferente à posição, desconfio muito dessa "ideologia" desinteressada dos jornais. Ultimamente vale mais o interesse comercial e os milhões envolvidos em publicidade - estatal ou não.

É mais ou menos como disse o Carlos Brickman, uma vez: "Dinheiro na mão, calcinha no chão".

Neste caso, meu caro, estamos (jornais, revistas) "quase" todos de calcinha no chão.

beijooooooooo
Pablo Pamplona disse…
Maravilha de texto!!! Mais uma vez dentre tantas, assino embaixo. Já sofri muito em alguns debates políticos, geralmente mais amplos que esse puxa-saquismo da política partidária brasileira (simplesmente não suporto esses debates).

Sempre que critico os argumentos de alguém, este logo me taxa como o extremo contrário do dito-cujo, normalmente já tirando sérias conclusões do que penso. Se cito os problemas do imperialismo no capitalismo, por exemplo, sou um socialista stalinista. Se tento me defender, ou sou contraditório ou mentiroso.

Admito que eu já fui fanático em certos assuntos, e em outros ainda sou, mas vou aprendendo os lados da moeda...
Anônimo disse…
Muito coerente meu caro, sou uma admiradora do Lula. Vc sabia q a foto desse boi azul não é o Caprichoso? a do Garantido está certa.
Fernanda Lopes disse…
Realmente onde fica o bom humor e o sorriso das pessoas se vem escritores como vc comparar esta festa com a pobre batalha entre petistas e tucanos, sabemos sim que a festa do boi pode ser similada a política, mas você não foi feliz ao comparar o caprichoso com tucanos e garantido com petista, saiba meu caro que você se preciptou e esta lançando para o brasil através neste post uma política partidária entre os bumbas, que na verdade não existe. Porém, seu artigo é muito rico e interessante, apesar disso, foi uma criatividade tamanha de comparação, mas ressalto que na agremiação que vc determinou petista, há muito mais tucanos e tucanos de alma do que vc imagina.
Fernanda Lopes disse…
Meu caro, seu artigo é mto rico e criativo em comparar a festa do boi de Parintins, porém, particularmente não foi bem sucedida sua comparação ao determinar o caprichoso como tucano e garantido como petistas. Embora na festa haja sim a política, afinal somos seres políticos, e vc como um integrante do grupo da imprensa, deve tomar cuidado ao fazer certas compações, pois eu também lhe pergunto...ao comparar assim, onde fica o sorriso das pessoas que fazem o festvbal de parintins, se há pessoas comparando e publicando a uma briga política entre tucanos e petistas, que muitas vezes, não são capacitasas de argumentos como vc disse?
Saiba meu caro, que na agremiação na qual vc determinou petista há muito mais tucannos partidários e tucanos na sua essencia do que você imagina. abraços

Postagens mais visitadas