GUILHERME, 20 ANOS

Há vinte anos quando eu saía do hospital São Luis em São Paulo carregando um pacotinho de quatro quilos que transformaria a minha vida eu não supunha que vinte anos depois meus pais estariam mortos, meu casamento desfeito e que o homem que eu via discursar sobre um caixote de maçãs a duas quadras da minha casa em 1977 seria o presidente da República.
Há vinte anos eu era vinte e tantos quilos mais magro, eu ainda fumava , ainda acreditava em jornalismo e queria conhecer uma porção de pessoas e lugares que por sorte pude conhecer.
Há vinte anos eu era um outro homem. Mais jovem, mais esperançoso, menos implicante. Começava a trabalhar na tv Cultura onde alguns dias depois do nascimento do meu filho nascia também o programa Metrópolis do qual fui redator e primeiro apresentador. O programa, pálida caricatura do que já foi, tem para mim mais importância por ter a idade do meu filho do que por qualquer outro motivo.
É que há exatos vinte anos Guilherme , meu filho, vinha ao mundo. Esse é o motivo desse post afinal. Um post pueril , babão e comum. Um post de pai que tem orgulho do filho que tem e que bobamente quer repartir esse orgulho com todos os possíveis leitores que passem por aqui . Hoje ou em qualquer outro dia.
Há vinte anos minha vida ganhava um outro significado. Já tinha a Andréa, a filha que a vida me deu e que àquela altura estava para completar 17 anos. Achava que com erros (muitos) e poucos acertos eu tinha criado uma menina do bem e que tinha me saído bem na empreita. Fiz melhor do que o pai biológico dela fez com certeza. Mas em 22 de março de 1988 a lição começava da estaca zero. Eu saía do hospital carregando o pacotinho ,atônito e feliz, dirigindo um fusca amarelo claro com o maior cuidado até a Vila Mariana pois sabia que nele levava a carga mais preciosa da minha vida.
Ao chegarmos fomos recebidos com sorrisos e dengos pela Maria que acompanhou minha família desde tempos imemoriais e que também já nos deixou no começo de 2003. Maria tratou o Guilherme desde sempre como se mais um neto seu fosse. E ele era de fato.
Encerro essas memórias sentimentaloídes que sequer são de João Miramar com uma pensata óbvia ,porém necessária. Vinte são poucos anos. Mas podem ser muitos na coqueteleira do acumulo das experiências. Vinte anos depois vejo meu filho homem feito. Bonito, teimoso, afetuoso e muito mais calmo e tranqüilo do que eu jamais fui. Além de desejar a ele todos os votos positivos que um pai deseja a um filho só quero acrescentar um bônus track ao meu pensamento : ele já é , e que seja sempre um ser humano muito melhor do que eu fui. Apesar de tudo eu acredito no aprimoramento genético das espécies e ao ver meu filho ser melhor do que eu sinto que talvez eu tenha cometido alguns acertos em meio a tantos erros nos meus 48 anos de vida. Eu te amo meu filho...

Comentários

Patty Diphusa disse…
Uau, feliz aniversário, Guilherme. Bela homenagem, na medida e emocionante. Parabéns para os dois.

Ricardo, parece que pegamos mesmo fogo lá no Priorado, não? Mas não reconheço aqueles diálogos, será que foi o álcool? Ah, e não contei nada não. rs

Bjs
leve&solto disse…
Ainda bem que não sou só eu que me acho babona e bobona em relação aos meus filhos...
Admiro a coragem de homens que expressam seus sentimentos mais puros e verdadeiros de forma tão delicada e amorosa.
Parabéns ao Gui (eu também tenho um, ou seja, o nome eu adoro..rs) pelo aniversário, pelo homem-menino com as qualidades aqui descritas pelo paizão e pela cumplicidade que se percebe entre os dois.

Ric, beijo pra vc pelo lindo post e pai que é.. e um enorme pro filhão!

Mara
Pinto disse…
O orgulho se justifica: Guilhereme e garoto muito, muito bacana.
Parabens, Gui.
PÔxa vida!! Confesso que meus olhos merejaram!!
Vc é uma pessoa linda, sabia????
Parabéns ao Gui e parabéns à você, por ser esse cara sensível, amoroso e por não ter o menor pudor de expor seus sentimentos e opiniões!!
Meu querido amigo, saudades de vc!!
Ando sumida porquê estou me recuperando da cirurgia que fiz segunda passada (não imagina o incômodo!!!).Em breve estarei postando novamente!!
Grande beijo e feliz Páscoa!!!
P.S te vi no sem censura.. mandei e-mail, recebeu??
rm disse…
Parabéns ao jovem Guilherme.

Também ao seu pai (e, claro, à mãe) pelo belo e emocionante post.
Ju disse…
uau! q post lindo, Ricardo!!!
muitas felicidades para vcs!!!
beijos
Luciana Carvalho disse…
Parabéns aos dois, ao Guilherme pelo aniversário e ao Ricardo pelo post lindo e pelo excelente pai que demonstra ser.
Beijos
Parabéns para o garoto, e parabéns pelo texto sincero.
Abraço
Gui disse…
Pai,
Fico feliz em ler essas palavras, mas elas só tem relevância porque durante esses vinte anos nossa relação é incorrigível, e vai além do afeto entre pai e filho.
Dos meus vinte anos de sabedoria, agora inverto os papéis e te deixo apenas um conselho, como diria Mano Brown: "muita calma ladrão, muita calma"
Você consegue, comigo você tem de sobra.
Amo você
Intrépida disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Intrépida disse…
Acho que o melhor presente que seu filho poderia ganhar, além de ter um pai que o ama, é ter um pai que diz isso de uma forma tão simples e verdadeira. Quem me dera meu pai fosse assim. Parabéns aos dois.
Mila disse…
Parabens ao "pacotinho"!!!!!E a vc tb, claro!!!!
Passando pra te desejar uma Feliz Páscoa!!!!
Beijos Mila
c.fagundes disse…
Pôxa, valeu a pena ficar boiando na blogosfera numa tarde de sábado...
Lindo texto, parabéns aos dois.
Carol Rocha disse…
O Guilherme está solteiro? rs
c.k. disse…
Muito legal ler um relato extremamente emotivo em um blog que trata de muitos assuntos ferinos. Com as pessoas têm facetas interessantes dentro de si mesmas...
Abraço e parabéns pelo trato com as palavras.
:)
c.k.
c.k. disse…
Aliás, a figura que você pôs na entrada do blog parecem as instalações de um artista qque se chama Ernesto Neto.
:)
Abraço,
c.k.
K. disse…
Ave, acho que esse foi o post mais lindo que já li aqui (não desmerecendo os outros, é claro).

Você bem sabe que não tenho muita afinidade com a maternidade, mas lendo coisas assim meu pensamento insistente vem como uma bala como "mas, tú é uma idiota mesmo hein!".

mérito seu. :) Me deixar com cara de idiota pelo domingo de páscoa..rs.. (ok, ok.. sempre tenho essa cara...:)

estou sumida. cansada. mas, passei pra deixar um super beijo e encontro esse presente (não para o Guilherme) mas para nós.

boa páscoa

e vida longa e felicidade ao jovem Guilherme.

beijos aos dois.

K.
FAU BARBOSA disse…
Oi Ricardo...que emoção ao ler a homenagem para o seu filhote...
Só quem passou por essa experiência de sair do São Luis carregando um "pacotinho", sabe as mudanças que essas pessoinhas trazem para a nossa vida...
Eu tive essa experiencia por 3 vezes, e posso garantir que nada na nossa vida é mais importante do que eles!!!
Parabéns Guilherme, pelo niver e pelo pai brilhante que vc tem!

beijo
Fau Barbosa
Anônimo disse…
Não poderia deixar de me manifestar.
Não é segredo que gosto muiiiiitooo do Gui por tudo que ele representa p/ mim. É um rapaz especial. Carinhoso, esforçado, inteligente e calmo (uma calma que cativa), sem falar no sorriso e outras qualidades.....
Parabéns Guilherme, embora distante tenho vc. sempre perto de mim e parabéns Ri por ter um filho super legal!!!
Da família mineira, Ana, Vi, e Cléo.
Bjs.
picutta.c
Mr. Almost disse…
Parabéns ao filho por ser bom filho e parabéns ao pai por ser bom pai.

Longa vida e muitas felicidades para ambos!
Marrie disse…
Acho q vc deveria ter mais momentos "sentimentalóides" como este pois esse é o post mais bacana q já li por aqui (como já disse alguém, sem desmerecer todos os demais, é claro!)
E quer saber de uma coisa? Os pais sempre serão um espelho p/os filhos. Sendo assim....... parabéns ao Gui e parabéns ao Pai do Gui q o ajudou a ser como ele é!
bjs

PS: Respondi teu comentário lá nos meus "segredos" mesmo. Achei melhor assim. Se quiseres, dá uma olhadinha, ok?
Marrie disse…
Que bom q vc gostou..... e se divertiu! rs
bjs
LuRussa disse…
Feliz Aniversário ao Guilherme.
E, obrigada pela sua rápida passagem em meu humilde canto.

LuRussa
www.garotinharuiva.blogger.com.br
ana de toledo disse…
Olá, Ricardo!
Obrigada pela delicada visita ao Copacabanadetoledo. Que curioso!
Eu li seu cometário na sua terra!
Estava em Sampa, pois meu marido é de lá e fomos visitar a familinha japonesa!
Quer dizer que está por aqui, no Leme?
Eu também e somos bem vizinhos, pois moro na Atlântica, essa avenida que inspira diariamente meus posts!
E eu, que me julgava apenas apaixonada pelo bairro e suas histórias, descubro, através de você, que sou uma obcecada!!!!!
Um beijão e apareça sempre que puder.
Lá o sol é sempre ameno, não precisamos de protetor solar e as areias ainda são branquinhas e fazem kic-kic!!!
Ricardo Soares disse…
a todos aqueles que se sensibilizaram com o post desse "pai coruja" o meu mais sincero agradecimento... em que pesem as considerações pseudo-filosóficas sobre ter ou não ter filhos posso dizer que é das melhores ( senão a melhor) aventura humana...ter escrito o que escrevi e ter recebido tão fraterno retorno só me faz ter certeza que a blogosfera é mesmo um grande barato... beijos e abraços a todos...

ahhhhh carol!!! o gui tá namorando...hehehe
Salles McCarlley disse…
Querido, ainda não tinha lido o post do Gui e fiquei emocionada. Gostei do recado do Gui também. Te ama profundamente e pede apenas nessa sua vida recheada de ansiedade, "calma, muita calma". Pedido que assino embaixo. Beijos e obrigada por me encantar mais uma vez com suas palavras.

Salles McCarlley
Dagomir Marquezi disse…
Eu estava lá há 20 anos atrás e vi o "pacotinho" sobre o sofá, à vontade, aprendendo a não ser fresco na vida. Meus parabéns atrasados ao Guilherminho e tudo de melhor na vida dele e na sua também.
Dagomir Marquezi disse…
PS - e que seu presidente volte ao singelo caixotinho de maçã.
Ricardo Soares disse…
salles...obrigado também pelas carinhosas palavras e prometo que ouvirei cada vez mais os pedidos de "calma" que meu filho não estressado vive me fazendo...beijos

dagô, my brother... é verdade meu velho!!! há vinte anos vc estava lá...e o tempo passou na janela e nós, carolinos,não vimos ??? adorei suas palavras aqui ditas ao gui... vou repassar pra ele...quanto ao presidente achei mui espirituoso seu desejo de que ele volte ao caixote de maçãs...hehehe... abração seu véio ranzinza
FINA FLOR disse…
ai, que bonito!

espero que ele tenha lido! é tão importante para um filho saber como ele afeta a vida de um pai positivamente =]

beijos

MM.
Edna Federico disse…
Ricardo, parabéns para seu filho.
Ser pai ou mãe, é a melhor coisa que tem na vida...é um amor incondicional, incessante.

Postagens mais visitadas