TESTEMUNHA OCULAR


O mundo todo noticia hoje a morte do homem que aparece comigo nessa foto. Nunca a mostrei a ninguém em público. Poucos a conhecem .Se o faço agora é apenas para dizer que tal qual o repórter Esso do passado eu fui testemunha ocular da história e em junho de 2001 vi com esses olhos que olham para essa tela um dos raros momentos de trégua entre a guerrilha e o governo colombiano quando as FARC entregaram unilateralmente mais de 200 presos à cruz Vermelha e a ONU como forma de tentar reiniciar negociações de paz com o governo de Pastrana , então presidente da Colômbia. O fato aconteceu em Los Pozos , sul daquele país. Uribe sucedeu Pastrana e a guerra recrudesceu. Acabou a zona de distensão onde me encontrei com o comandante Reyes , o número 2 das Farc que foi morto hoje em pleno território equatoriano pelas forças de segurança da Colômbia. Os principais jornais de Bogotá estampam hoje orgulhosamente fotos sórdidas do cadáver de Reyes. Como se o cadáver desse homem fosse devolver paz à Colômbia. Como se matar Reyes fosse trazer de volta Ingrid Bettancourt e os outros reféns em poder das FARC. Como se uma guerra não tivesse muitos lados. Todos eles sujos , injustificáveis e imperdoáveis. No caso da Colômbia tudo muito mal explicado. Aguardo ainda a oportunidade de poder dizer e mostrar num mais largo documentário tudo o que tenho guardado a respeito desse vasto assunto. Material inédito como a maior parte dessa conversa com o comandante Reyes, mais um cadáver famoso a manchar a triste história da Colômbia.

Comentários

leve&solto disse…
Ric, eu estava esperando um post seu a esse respeito... E vc mais uma vez não me decepcionou!

Não vejo necessidade de eu comentar ou acrescentar nada mais...

Bjo e ótimo domingo

Mara
Geraldo Iglesias disse…
A insânia política é tamanha que é impossível imaginar resultados práticos e humanos à curto e médio prazos. As Américas continuam à reboque do resto do mundo (que procuram se reeguer)
Pablo Pamplona disse…
Fiquei verdadeiramente curioso pra saber o que vc tem a passar sobre o assunto!! Não tenho muita opinião formada sobre o assunto, mas cansei de ver as Farc apenas como um grupo terrorista sanguinário e impiedoso.
A imprensa? Não me surpreende... sempre em busca de sadismo.
Sig Mundi disse…
Que experiência rica hein!

bjs, andrea
rm disse…
Aí Ricardo,

já tive oportunidade de expor minha (modesta) visão sobre esse caso, apesar de entender muito pouco de política internacional. Me interessa mais o caráter humanitário dessa guerra, tão perto de nós.

Tal qual você, sei que qualquer guerra tem vários (no mínimo dois) lados, todos eles sujos. Mas também já firmei convicção de que as FARCs não passam, hoje, de uma quadrilha de bandidos da pior espécie.

Que informações você tem para me fazer mudar de idéia a esse respeito?
Ricardo Soares disse…
mara, geraldo, pablo, andrea, rm...
quisera eu ter o tempo disponível para poder organizar a montanha de livros , anotações, transcrições de entrevistas, fotos e recortes sobre a situação da colômbia desde o ano de 1948 quando eclode o Bogotazo, levante popular que jogou o país no caldeirão que está hoje... não disponho desse tempo que na verdade custa dinheiro , um mecenas que quisesse me financiar para eu poder escrever um livro a respeito ou fazer o documentário que o tema merece...o que fiz até agora foram três programas ( dois de meia hora e um de uma hora com cara de documentário televisivo)para a tv Cultura que é a proprietária das mais de 170 horas de gravação que tenho na Colômbia desde 2001... o que fiz ainda foi uma ampla reportagem para a revista Rolling Stone em sua edição número 3... o que fiz até agora foram algumas poucas palestras em universidades sobre o assunto e algumas entrevistas concedidas à mídia sobre o tema... mas é muito pouco para se contrapor à massiva avalanche de desinformação que se vê todos os dias sobre a Colômbia em nossa mídia nativa e na mundial...todos contaminados pela visão americana do "problema"... modestamente, fora da área acadêmica, poucos conhecem o que se passa na Colômbia desde 1948 quanto eu... conversei com protagonistas dessa história... lógico que a experiência não tem a menor pretensão de mudar a opinião das pessoas como o prezado RM... mas talvez jogar um pouco de luz sobre a curiosidade de minha filha, da mara , do pablo e do geraldo... reitero que toda guerra é suja e a Colômbia vive uma guerra embora o presidente Uribe não queira admitir... na guerra excessos são cometidos, o que há de pior no ser humano vem à tona... a morte de Reyes não vai alterar esse triste curso... pode piorar...se as Farc são uma quadrilha de bandidos da pior espécie como assegura o RM é bom lembrar que a politica de segurança do estado colombiano é cruel, injusta e arrasa com os pobres... o paramilitarismo assassina impunemente em todo o país e está ligado ao financiamento de campannhas eleitorais...Uribe tem fortes ligações com o movimento e não acredito que queira paz quando seu próprio pai foi morto pelas Farc... colocar uma foto minha ao lado de Reyes não significa jamais aprovação aos atos bárbaros que cometem os guerrilheiros... agora esquecer a matança em série que as forças do estado colombiano realizam todos os dias é querer dividir o universo colombiano entre os mocinhos do Uribe/bush e os bandidos da Farc/ cuba de outro... é uma guerra suja... e os extremos se tocam... pensem nisso...abs a todos
rm disse…
Ricardo,

sei que adquiri, sem intenção, certa "notoriedade" por envolver-me em polêmicas na blogosfera; mas não é o caso aqui.

Confesso, sem problemas, relativa ignorância sobre a Colômbia moderna. Só me detive um pouco no assunto quando veio à público, com mais intensidade, o caso de Ingrid Bettancourt. Antes disso, entendia como mais uma "guerrinha" civil, dessas que sempre abundaram abaixo do Equador.

Li coisas aqui e ali, inclusive o que você escreveu, vi um dos seus documentários e passei a acompanhar mais de perto o caso da célebre sequestrada.

Só aí firmei convicção sobre a natureza da guerrilha atual. Não me parece manter mais qualquer relação com os fatos históricos que a desencadearam. Nem qualquer charme de revolucionários socialistas. Pelos métodos e pelas ligações com o narcotráfico me parecem, isto sim, meros bandoleiros, a serviço de si próprios.

Tenho a MESMA visão sobre os grupos paramilitares à direita. Pelo governo eleito e constitucional, matenho respeito diplomático. Acho, entretanto, que deve estar sujeito ao crivo da opinião pública internacional e, eventualmente, ao do Tribunal de Haya. Mas tem mais representatividade que os dois "grupos" anteriores, acho que não discordará de mim...

Se toda guerra é suja, e é mesmo, me parece que um dos personagens mais importantes dessa sujeira foi se encontrar com Aquele que deverá ter a palavra final sobre nossos atos. Na minha opinião, já foi tarde.

Como disse, me preocupam mais as eternas vítimas das guerras, os civis, joguetes nas mãos dos contendores. E, claro, entender como se criam caminhos para a paz. Não vejo outra solução que institucionalizar o grupo armado, vale dizer, ou esse bando depõe as armas ou continuaremos convivendo com a eterna barbárie da guerra.

Ps: a mim também nada agrada o papel interventor dos EUA, mas o governo colombiano, pelo que sei, foi eleito pelos eleitores daquele país.
Anônimo disse…
Grande, Ricardo, oportuna intervenção no assunto Farcs. Um chute, podemos dizer, de folha-seca no ângulo...

toninho vaz
Ricardo Soares disse…
toninho... o problema é que existe muita ignorância a respeito da guerra na colômbia e sobre as farc...modestamente acho que tenho condições de ao menos expor alguns dos muitos lados envolvidos nessa questão... não é uma guerra de bons contra maus... é uma guerra suja em todos os sentidos...e não há santos... se as Farc são um arremedo do que foram com seus extintos ideais revolucionários e socialistas o governo de Uribe é composto do ideário mais extrema - direita da América Latina... tanto que ele é conhecido por seus desafetos como Bush Boy... de mais a mais ( respondendo a vc RM) é fato que Uribe ganhou as últimas eleições . Mas é preciso que vc e os leitores saibam de 3 detalhes sobre essa eleição

1. nos currais eleitorais dominados pelos paramilitares e pela extrema direita os eleitores são obrigados a votar em Uribe...

2. o voto não é obrigatório na Colômbia e as eleições de 2005 foram as campeãs de abstinência..

3. álvaro uribe foi eleito por pouco mais de 20 por cento do eleitorado que vota na Colômbia...isso é democracia ou um conceito relativo de democracia ?
quisera eu que a mídia negativa que tem a Farc fosse proporcional à midia negativa que tem Uribe em seu país... aí todos perceberíamos que não há santos na Colômbia... nem Uribe , nem Farc... a Colômbia precisa de paz...
rm disse…
Ricardo,

só pra esclarecer minha posição, acho que você, felizmente, entendeu minha opinião.

Hoje à tarde escutava uma música de Pablo Milanés e me lembrava de um tempo em que, mesmo desconfiado, acredita em utopias. Deixei de acreditar há muito tempo: acho que de muito pouco adianta saber das bandidagens dos dois (três?) lados dessa guerra, você tem toda a razão em caracterizar dessa forma. Mas, por mais paradoxal que pareça, até as guerras tem regras, não fosse assim não existiriam os tribunais de crimes de guerra.

Com todas as limitações apontadas, o governo colombiano é legítimo; não me recordo de nenhum protesto internacional sobre a validade das eleições naquele país (você talvez saiba, já que o estudou profundamente).

Agora vamos para o que realmente interessa: será que essa guerra não terá fim?

Me permita modesta digressão. Vejo apenas duas possibilidades: divisão do país ou paz negociada. Tenho certeza de que você não aprovaria novo Vietnã ou Coréia aqui nas nossas barbas. Sobra então um processo de armistício, negociado, no qual a "minoria" se submete às decisões da "maioria", sem perder, entretanto, direito à voz.

E veja, direito à voz nunca pode ser confundido com empunhar armas; seja com boas ou más intenções.
Pinto disse…
O guerrilheiro é o que está vestido com roupa de jornalista ou é o contrário?

Fiquei cafuzo...
Ju disse…
Estive numa casa de família em Cuba em 2001. queria conhecer de perto o socialismo. as informações que chegam aqui são totalmente deturpadas, seja por um ideal romântico socialista, seja pela visão apocalítica norte-americana. Acredito que o que se passa na Colômbia em termos de notícias que chegam para nós também seja partidário de alguma forma. As Farcs não estão à toa na colômbia, a postura extrema dessa guerrilha é uma forma de chamar a atenção para problemas bem maiores que a imprensa e o poderio norte-americano não deixam nos ver. é como o tráfico no Brasil, que tem uma poder paramilitar proporcional no Brasil e e que, na verdadede, revela a falta de estruturas muito maiores, básicas, da dignidade humana. quando a imprensa vai se manifestar a favor de mudanças reais? não estou defendendo as Farcs, mas acho que o problema tem que ser exposto na sua múltipla dimensão. não aguento mais ver notícias sobre Big Brother nas manchetes...
Ju disse…
tenho muito interesse em ver seu material a esse respeito, se for possível...
beijos. Parabéns pelo trabalho, obrigada por ser um dos poucos, nesse mass mídia, dos jornalistas pensantes!
Ricardo Soares disse…
RM...evidente que não quero nenhum vietnã e coréia por essas plagas mas acho mesmo muito dificil uma solução pacífica para o conflito colombiano... por não terem existido protestos internacionais contra as eleições de 2005 não quer dizer que elas foram legitimas...ou melhor, elas até foram legitimas...no que se pode entender como legitima uma eleição onde cerca de 20 por cento dos votantes elegem o presidente de um país...a solução negociada me parece dificil pois os dois lados não cedem...agora com a Colômbia invadindo o Equador para matar Reyes as coisas me parecem ficar mais quentes ainda...é só ver o que o presidente da Venezuela disse hj sobre Uribe o chamandode criminoso ,lacaio dos americanos e mafioso... ele toma a defesa do seu pupilo equatoriano rafael correa que teve o país invadido...o negócio não anda legal para os lados da américa latina e é evidente que o dedo sujo dos americanos está por trás de tudo isso...repito que os extremos se tocam... bush de um lado e chavez de outro não pode dar boa mistura... aguardemos os acontecimentos...

Pinto... suas piadinhas as vezes me parecem tristes arremedos de diogomainardismo ... eu usava camiseta camuflada não para fazer gênero mas por recomendação direta da própria guerrilha visto que estava em território deles... vc, valentão, desobedeceria ???

ju...é exatamente isso ... não se trata de defender as Farc mas de constatar que as noticias sobre a guerra na colombia nos chegam totalmente deturpadas...esse conflito que vem desde 1948 tem muito mais nuances do que imagina nossa vã filosofia...e se eles , guerrilheiros, existem na ColÕmbia não será por mero acaso né ??? vamos ver agora qual o senso de oportunidade da tv Cultura... vamos ver se reprisam o documentário em sua versão de uma hora , vamos ver se voltam a investir num documentário maior com co-produção internacional ( há interessados) e que chegue aos cinemas...na verdade eu , vc e os telespectadores estamos nas mãos dos que decidem na tv cultura...aguardemos...tomara que ele ao menos chegue aos telespectadores em formato dvd...
quanto a eu ser um dos poucos, nesse mass mídia, jornalistas pensantes, sei que o elogio é sincero mas não sei se o mereço!!! na mesma medida em que muitos me consideram assim outros me acham uma besta...hehe...mas como diria o velho nelson rodrigues: toda unanimidade é burra!!! ao menos não sou mal intencionado e nem rotulo um assunto tão delicado de maneira irresponsável... como tantos podem ter opinião formada sobre a colômbia quando nada leram sobre o país, não o conhecem e formam suas posições em cima do noticiario internacional filtrado pelas agências e tvs americanas? quantos de nós chegaram tão perto da colombia?/ quem souber me avise...
Ju disse…
estou descobrindo no blog (quase uma metalinguagem aliás, porque estou descobrindo aqui e agora) uma possibilidade alternativa de comunicação. veja bem como não estamos apenas tratando de informações, mas também de uma construção de múltiplos pensamentos acerca delas, o que só enriquece!
beijos
Pablo Pamplona disse…
Há pouco tempo atrás eu não percebia isso, mas estamos vivendo uma nova guerra fria entre o capitalismo ianque e o socialismo latino, não?! Se a coisa continua esquentando, com um pessoal tão extremista de ambas as partes, me parece bem possível que se torne uma guerra civil (declarada).

Ricardo, espero que dê certo o contrato com a Cultura! Se houver alguma coisa que a audiência possa fazer, avise :D

Ju, sem dúvidas, o blog e a web são uma forma inovadora de se comunicar! :D

abs,
Luciana Carvalho disse…
Ricardo, toda vez que leio seu blog (todos os dias), saio um pouquinho mais culta, admiro a maneira como escreve e sobretudo admiro sua cultura e inteligência, vc salta de um tema pra outro com uma desenvoltura impar.
Talvez vc não saiba, mas foi lendo o Todo Prosa que tive vontade de criar o meu blog,lógico que não escrevo tão bem quanto vc e nem tenho essa pretensão. Enfim quero te parabenizar pelo ótimo post.

Bjs
Ricardo Soares disse…
ju... foi exatamente essa possibilidade alternativa de comunicação para a qual me alertaram alguns amigos que me fez chegar, enfim, ao blog... teve gente que disse que eu demorei pra chegar... e teve gente que disse que eu devia ter ficado de fora... fazer o que né ?? não se pode agradar todo mundo...bj e fascine-se com as possibilidades de metalinguagem que esses espaços oferecem...

pablo... não sei se é o caso de uma nova guerra fria, nem me arrisco a dizer que a américa latina vai se conflagrar...mas que o caldo está engrossando isso está... vamos ver o que rola no surpreendente xadrez politico...abs

lu... vc sabe que fico sinceramente feliz em saber que meu blog , que ainda é recente, posto que foi inaugurado no fim de agosto passado, tem inspirado a criação de outros blogs...pra quem pouco pretendia é bem legal que pessoas sensíveis como vc tenham resolvido se jogar de vez nas palavras do mundo virtual inspirada por esse que vos escreve...realmente acredito que os blos inauguram uma nova era de comunicação entre pessoas...transformando-as em leitoras participativas... ninguém quer mais receber passivamente a opinião do outro se também pode interferir na conversa... tudo está virando uma grande prosa...e eu, todo prosa me despeço agradecendo suas gentilezas... beijo
rm disse…
Ricardo,

duas ou três réplicas e a reiteração de uma sugestão que lhe fiz a algum tempo atrás:

1) Curiosamente, esse argumento de "eleito com pouca representatividade" foi o mesmo usado pela UDN golpista, para tentar impedir a posse de JK na presidência, eleito que foi por pouco mais de 30% do eleitorado.

2) Mesmo com todos os vícios apontados, creio ser mais representativo que um grupo de narcoguerrilheiros e hordas de brucutus direitistas. Além disso, como será o comportamento dos eleitores nas regiões controladas pelas FARCs? Ou não votam?

3) Respeito, sinceramente, a opinião daqueles que nutrem alguma simpatia pelos guerrilheiros colombianos, mas não tive aqui, até agora, qualquer informação ou argumento que me levasse a condescender com esse grupo, que acho ser formado por criminosos comuns.


A sugestão, que refaço, é a de que quem sabe não seria possível editar o material que você acumulou e oferecer uma "versão de web"?
incompletudes disse…
Eu não entendo nada das Farc, de guerras e nem do morto em questão.

Mas, gostei da camiseta.. :)

beijo, boa semana.

K.
querido_________ricardo


eu li a notícia no jornal da morte de Raúl Reyes



______de facto a situação está muito má pode gerar um conflito armado na América do Sul.





______ficarei atenta ao que escreveres














beijO c/ carinhO
bSemana
Nala disse…
que chato hein ricardo.
:/ mas acho q vc está coberto de razão sobre esse fato.
obrigada pela visita no meu blog. vou fazer um esquema de "links" lá e já incluo o seu. continue visitando. vou tentar ser "séria" as vezes nas coisas q eu escrevo. akakak
bjo!
Aline disse…
Ola Ricardo! Tb sou jornalista, mas me sinto uma joaninha [como a do meu texto!rs] me comparando a vc! Te aplaudo e fico com os olhinhos piscando em ler o que vc escreve, principalmente com tanta bagagem e quilometros rodados, no melhor sentido do termo, eh claro.

Bjm. Fiquei lisonjeada com a tua visita.
Ricardo Soares disse…
rm... de fato o fato de dizer que foi eleito por menos de 30% não tira o direito de uribe governar a colômbia... eu só quis lhe oferecer a informação de que ele não é apoiado por grande parte dos eleitores do país que estão fartos das farc ,dos paracos (os paramilitares) e do uribe...sua sugestão de oferecer uma versão web do material é muito bem vinda...eu estou iniciando conversas com um produtor internacional para ver se consigo colocar esse material nos cinemas da europa, quiçá Brasil... vamos ver se a tv Cultura vai colaborar... torça por mim...

k... curtiu a camiseta ?? pois como disse ao pinto ela era traje obrigatório no meio dos guerrilheiros...deixei as duas mudas por lá mesmo...kiss

betty, desde portugal... fico sempre feliz com vossas visitas...bj

nala... não precisa ser "séria" nas coisas que escreve não...não se leve a sério... ria sempre... beijo

aline... sempre fico lisonjeado também quando recebo visitas e comentários de jornalistas de outras gerações...principalmente os mais jovens... isso será sinal de que não envelheci???hehe...beijo e volte sempre
Anônimo disse…
Ricardo Soares,

Como COLOMBIANA ficou muito, mas muito chateada que um cara como vc que passou poucos dias na Colômbia (vários deles com as FARC) faça esse tipo de comentários. Vc não sabe nem imagina o que meu povo viveu o que meu povo vive atualmente por causa desses “terroristas animais” que não querem outra coisa que continuar com o narcotráfico, o seqüestro e outras tantas atividades criminosas. Talvez, vc não se lembre, mas há pouco menos de um mês o povo Colombiano ao todo mais de SEIS MILHÕES de pessoas saíram às ruas em diferentes cidades da Colômbia e do mundo para marchar contra as FARC. E pode ter certeza que a maioria nem era Uribista. Foi um movimento popular, que partiu de três jovens que nada tem a ver com política. E agora vem um cara como vc dizer que as FARC não são tão ruins assim. Faça-me o favor. Não nego que a Colômbia tem sim problemas com os paramilitares, que eles tb são assassinos e gente da pior laia, mas saiba tb que a Colômbia está atualmente em um processo de desmobilização de esses grupos conhecidos como AUC (autodefensas unidas de Colômbia) e outros grupos paramilitares. E se esses grupos existem hj é por causa da guerrilha, foram criados pq as pessoas de bem, fazendeiros, criadores de gado, não agüentavam mais ser extorquidos por as FARC. Não justifico o para-militarismo, mas isso tb não converte as FARC em santinhos.
Peço então que trate as Farc como os “terroristas/assassinos” que eles são e respeite nosso presidente que foi eleito sim democraticamente e que tem o apoio de mais de 70% dos colombianos.

Paola
Ricardo Soares disse…
Paola... respeito e considero vivamente seus argumentos e não sei onde você leu que estou dando apoio ou tratando as FARC como santinhos... disse e repito que seu país vive uma guerra suja que começou em 1948 com o Bogotazo. Não estou tomando partido de ninguém e sei muito bem que milhões de colombianos se mobilizaram contra as FARC e seus métodos. Sem querer parecer presunçoso conheço seu país mais do que você imagina e por ter viajado por ele posso lhe afirmar que a propalada desmobilização das AUC ( Auto Defensas de Colômbia) é uma balela para ser vendida para a mídia internacional. Você sabe muito bem e o próprio Salvatore Mancuso ( líder das AUC) admitiu em entrevista para mim que enquanto uns paramilitares se desmobilizam outros tantos se formam. Também discordo totalmente de vc que as AUC surgiram a partir de iniciativa de pessoas de bem que se organizavam contra a guerrilha. Surgiu sim para combater a guerrilha e seus desatinos mas surgiu mercenária, assassina, utilizando métodos violentíssimos e soldados pagos muitos deles sequer colombianos. O seu presidente foi eleito com pouco mais de 20 por cento do eleitorado colombiano e não tem apoio de 70 por cento dos cidadãos do seu país. Na Colômbia as FARC são execradas e impopulares mas são populares e ajudadas em muitos recantos ermos e "campesinos" do país. Mostrar todos esses lados não faz de mim um simpatizante das FARC. Lamento que vc não tenha assistido ao meu documentário pra saber que eu dei vez e voz a todos os lados. Agora trato eles sim de terroristas e assassinos se você também concordar que é um ato terrorista e assassino invadir um país vizinho para cercar e matar uma porção de guerrilheiros no momento em que iniciativas internacionais tentavam a libertação de mais refens ( entre eles Ingrid Bettancourt) das mãos das Farc...
Ricardo
Ricardo Soares disse…
Paola, no comentário anterior omiti um detalhe : queria dizer que as FARC são condenadas e execradas na maior parte das grandes cidades colombianas mas tem forte apoio em muitas zonas rurais... não deixei isso claro. Obrigado.
Claucio disse…
Ricardo, tenho acompanhado a polêmica por este blog. Parabéns!

Hoje recebi este link.
http://www.newsweek.com/id/54793

Será que a informação de que Uribe está associado ao narcotráfico, procede?

Se sim, que sujeira haveria por trás dessas poses e discursos de ambos os lados?

Se não, quem estaria por trás da informação errada do Newsweek?
Anônimo disse…
Ricardo,

Parabens pelo Blog.
Também já vi alguns programas sobre literatura na SescTV. Gostei.

Mas me tire uma dúvida:
Me disseram uma vez que o Simon Bolivar no fim de seus dias, já desiludido, teria praguejado: "jamais seremos afortunados" - referindo-se à America do Sul.
Teria havido mesmo essa "praga"?
Pelos ultimos acontecimentos, não duvido...

PS- Desculpe postar como anonimo. Não sei como entrar com meu nome: Emanuel cunha lima. Parece que tem que fazer cadastro. Tentarei depois.
Ricardo Soares disse…
claucio... como eu disse num comentário do post posterior a esse ( post posterior é bom hein?)todos os setores da sociedade civil colombiana e todos os atores envolvidos na guerra daquele país estão com as mãos sujas de pó... uribe tenta jogar a peja de narcos apenas aos guerrilheiros mas na colômbia muitos se referem a ele como narcopresidente... suas supostas ligações com os traficantes ( teria sido até amigo de pablo escobar) e paramilitares são há muito comentadas... só que os ventos da mídia manipulada não trazem essas brisas anti-uribe até nós... até parece que ele é o mocinho combatendo os bandidos o tempo todo...ali estão todos errados e a newsweek acaba por comentar um assunto que é velho conhecido dos cidadãos de bem da colombia...abs e volte sempre

Emanuel... tudo bem o mau jeito com as ferramentas do blogger...uma hora dessas vc acerta...o importante é que veio até aqui e gostou...obrigado por sua deferência... essa praga de Bolivar é muito comentada por aí mesmo...mas juro que não sei lhe responder se é real ou não...fato curioso é que na colombia todo mundo tem um busto de bolivar no gabinete ou escritorio...o governo se diz partidário do sonho de bolivar, as farc se dizem bolivarianas e os paramilitares repetem preceitos de Bolivar... enfim , todos se matam em nome de Bolivar... isso é um dado curioso que coloquei até no documentário... aquele abraço e volte sempre
Anônimo disse…
Ricardo,

No meu comentário nunca concordei com os métodos das AUC, eu escrevi: “Não justifico o para-militarismo”. È lógico que como qualquer colombiana de bem sou contra qualquer tipo de violência, qualquer grupo que cometa crimes tão horríveis como o seqüestro e o assassinato de pessoas que nada tem a ver com o conflito armado como “campesinos”. E falando em campesinos vc que comenta que conhece a Colômbia muito bem deveria saber que se eles apóiam as FARC é por medo, eles são obrigados a fornecer alimentos, refugio e outras tantas coisas sob ameaça de morte. Vários meninos “Campesinos” de 10 as 16 anos são tirados das suas famílias a força. Agora vem vc a falar que os “campesinos” da Colômbia apóiam esses assassinos/terroristas. Muitos dos meus familiares e amigos moram em lugares que tem constante presença das FARC e sei exatamente como é isso. Vc não tem o direito de dizer que os campesinos colombianos simpatizam com as FARC porque isso não é verdade. Eles são obrigados. Assim, como também são obrigados a ajudar mesmo não querendo ás “autodefensas” sob pressão que fique claro. Os campesinos do meu país estão num fogo cruzado eles tem que servir dois senhores para tentar sobreviver nessa guerra. Milhões de colombianos estão atualmente “desplazados”, ou seja, tiveram que sair do lugar onde moravam e cultivavam suas terras por causa do conflito armado. Porque tem MEDO da guerrilha e dos paramilitares (AUC e outros tantos). Por estes e muitos outros fatos vc não pode vir aqui falando alegremente que os “campesinos” colombianos apóiam as FARC porque isso NÃO é verdade. Assim como também não apóiam ou simpatizam com as AUC. A única coisa que eles e todos nós na Colômbia queremos e viver em paz.

Vc deveria tratar sim de terroristas e assassinos as FARC independentemente daquilo que eu ache ou não do que o governo colombiano fez entrando no Equador para acabar com os guerrilheiros. O tema da Ingrid Betancourt e dos outros tantos seqüestrados que para nós colombianos são tão importantes quanto ela, não é motivo para que um governo legítimo pare de perseguir criminosos. Já que a única coisa que as FARC querem é aparecer na mídia e estão usando essa pobre senhora como moeda de troca. Vc poderia se informar e ver como ela mesma luta e faz tudo mesmo em cativeiro para que seus seqüestradores saibam que ela os despreza assim como os despreza a grade maioria do povo colombiano.

Deixo claro que DE JEITO NENHUM concordo com os métodos usados pelo exercito colombiano, que invadindo outro país tento fazer aquilo que eles achavam certo. Só que fica difícil combater uma mazela como as FARC quando a Colômbia está rodeada de paises que dão abrigo e fornecem esconderijos para que esses criminosos possam matar, seqüestrar e fazer outras tantas brutalidades em terras colombianas e depois sair correndo, atravessar a fronteira e se sentir em total segurança.

Estou anexando aqui uma matéria do UOL que fala sobre a popularidade do nosso presidente:

BOGOTÁ, 23 Jan 2008 (AFP) - O presidente colombiano, Alvaro Uribe, tem uma popularidade de 80%, a mesma que registrava quando chegou ao governo, após sua primeira eleição em 2002, de acordo com uma pesquisa de opinião divulgada nesta quarta-feira.

Na enquete anterior, em novembro, Uribe tinha 74% de popularidade.

A sondagem da empresa Invamer Gallup, realizada entre 17 e 19 de janeiro, indica também que Uribe tem uma imagem desfavorável para 14%.

O presidente Uribe completa, em 7 de agosto, os dois primeiros anos de governo de seu segundo mandato de quatro anos, para o qual foi reeleito com 62,2% dos votos válidos.

Paola
Ricardo Soares disse…
Paola... nada como debater o assunto Colômbia com quem é colombiana. Então vamos começar pelo fim. A matéria que vc envia anexada é da AFP , a agência que mais manipula notícias no mundo.Logo, não é confiável. Eu estava na Colômbia e entrevistei o seu presidente quando das ultimas eleições em 2006.De fato Uribe foi eleito com 62% dos votos válidos... faltou apenas vc dizer que o voto no seu país não é obrigatório e que apenas cerca de 25 por cento do eleitorado colombiano compareceu às urnas, a maior abstenção da história. Faltou vc dizer também que populações inteiras do interior e de periferias de Cali e Medellin sobretudo foram pressionadas pelos paramilitares para votar em Uribe. Ou seja os metlodos de intimidação que as Farc usam são os mesmos usados pelos paramilitares a quem vc diz não dar apoio mas no comentário anterior afirmou que eles surgiram "pq as pessoas de bem, fazendeiros, criadores de gado, não agüentavam mais ser extorquidos por as FARC". Ok... acontece que não surgiram para defender as pessoas de bem e sim para defender seus interesses voltados ao narcotráfico também. Os paramilitares são tão ou mais temidos pelas populações interioranas e pelos campesinos quanto as Farc. Sei que o principal problema da Colômbia por conta dessa guerra interna são os "desplazados"... visitamos um enorme bairro em Ibagué, Tolima onde a classe média jogou milhares de desplazados. Visitamos a favela de Cazucá em Bogotá onde estão segregados milhares de desplazados também. Ali alguns ainda sofrem pressões das AUC e posso lhes garantir que a maioria, mas a maioria gritante, diz ter fugido da violência das AUC e não das Farc. Quanto a afirmação de que não tenho o direito de dizer que os campesinos do seu país apoiam as Farc isso é relativo. Primeiro porque porque minhas observações são feitas em entrevistas in loco, segundo porque se baseiam na opinião de intelectuais e sociologos do seu país que tem essa convicção e terceiro porque não reconheço em vc, com todo o respeito, o menor direito de me caçar qualquer direito. A não ser que vc seja uma uribista tão apaixonada que resolveu incorporar o espirito pouco democrático do seu líder. Respondo a vc com a consideração que vc merece mas não caia na tentação de me cercear direitos . Isso não é democrático Paola. Você se diz colombiana mas não sei de que cidade é , que educação teve ou onde se formou. Não sei sua condição social nem sei se teve boas ou más chances na vida. Por isso nem posso relativizar suas opiniões pois desconheço o seu contexto. Se vc não entendeu alguns outros leitores já entenderam : eu não sou favorável ás FARC nem a seus métodos... mas não sou favorável a Uribe e aos seus métodos , um mero teleguiado belicoso de Washington...não apoio os paracos e nem as ações violentas. Sou sim um crítico contundente da cobertura mentirosa, equivocada e parcialíssima que a mídia dá ao conflito que está espalhado por seu belo país. E acho que ele não caminhará para a paz ( que é o que querem todos os colombianos) enquanto Uribe governar a Colômbia. Afinal acordos se fazem com diálogos e Uribe não quer dialogar, quer guerrear. Se não como vc explica o ataque no momento em que negociavam a libertação de Ingrid ?
Está sendo muito esclarecedor debater com vc ...mas, creia, vc não é a unica colombiana que eu conheço...depois de tantas idas e vindas deixei amigos e amigas na Colômbia que sinceramente não pensam como vc... mas apesar de tantas opiniões deturpadas que vc tem sobre o conflito e as minhas intenções eu continuo dizendo que vc é bem vinda em externar suas divergências aqui...

Ricardo
Nadia Gal St disse…
OI RICARDO!! tudo bem? coloquei este seu post em meu blog!!se houver algum porém,avise!! felicidades!! Nadia
Anônimo disse…
O meinha! Super matéria,parabens!Vc poderia pelo menos creditar algumas fotos.
Abraço

Postagens mais visitadas