A VIDA A BORDO DAS REDES DE DORMIR


      A intrépida blogueira K. escreveu um curioso post cujo encerramento enseja ( uau, enseja é chic hein ?) quase uma questão filosófica de botequim. A saltitante blogueira lamenta o fato de não ter percebido que apesar de ter ganchos na varanda de seu apê não tem uma rede para colocar nos ganchos.E nunca se deu conta de tal fato !. Mostra-se estarrecida com a descoberta e pretende colocar rede nos ganchos da varanda até como pretexto para degustação de acepipes e outra marotagens ao gosto da imaginação do freguês/ leitor.

   Eu pego carona no mote da esfuziante K. e lhes digo que saber observar a vida no bojo de uma rede é uma questão fundamental para a vivência humana. Aprendi a frequentar esse espaço confortável em inúmeras viagens pelo Nordeste e nos longos períodos que levam as travessias nos barcos amazônicos onde os passageiros se entregam ao banzo, à lombra e ao sono nos ventres de redes confortáveis. Tenho na varanda de casa ganchos para serem colocadas quatro redes. Evidente que não posso ocupar todas elas . Mas com todos elas ocupadas a garantia de papo relaxado entre amigos , parentes e/ou convivas é total...se estiver sozinho , entregue aos prazeres da rede, ela também serve pra muita coisa sim. Uma bela leitura, uma bela soneca, um belo afagar na cabeça do seu cão, um idílico degustar de torta de limão ou sexo com muita ou pouca ação. Só dependendo do grau de preguiça macunaimica do cidadão...

Comentários

rm disse…
Outra concordância integral, em gênero, número e grau.

Ultimamente tenho tido uma preguiça de Macunaimmi (mistura de Macunaíma com Caymmi).

E a gatinha K é mesmo um doce, heim?


PS: já que estamos a falar de redes o que você me diz da rede de proteção que se armou em torno dos absurdos gastos da presidência da república?
Bob disse…
Gostaria de não ficar tão facilmente enjoado quando deito em redes. Mas concordo que o assunto abordado neste post e no que o inspirou e der enorme importância.
disse…
De(le)itar-se em uma rede é realmente maravilhoso. E a gente não precisa ser nordestino pra curtir esse prazer. A propósito, diferente ler sobre isso no teu blog!
Ana Gotz disse…
Ricardo

Adorei seu blog... a imagem inicial é perfeita!

Qto à rede, uma varanda pede uma e diga à ela deixar a preguiça de lado, colocar a rede e voltar a ter preguiça (na rede!).

Beijos
Ana Gotz disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
incompletudes disse…
Querido Ricardo,

com todos esses adjetivos estou me sentindo uma C O E L H A...

é.. isso mesmo que você leu...

coelha! rs
e não Coelhinha! (estou longe de ser uma das coelhinhas da playboy...rs.. ).

Intrépida, saltitante, esfuziante, etc.... pronto sou uma C O E L H A saltitante..

adorei... rs...

especialmente, pela "boa fama" dos coelhos em relação ao sexo, e mais ainda pelo chocolate..rs


quanta à rede, prometo novidades em breve. Vou instalar uma em minha "imensaaaaa" varanda (cinco passos..rs), e depois conto como foram os resultados! rs


beijos, rs rs rs

(sorry, pela quantidade de bobagem neste recinto cultural!)...

prometo me controlar...rs...


beijossssssssssssssssss!

K.
incompletudes disse…
Ah! esqueci..rs

o texto, para variar, ficou maravilhoso... especialmente por você dar "detalhes" da sua home. E, redes.

A rima também ficou show
é sua especialidade. Nem me atrevo mais a fazer isso no meu blog.

beijo,

K.
Pablo Pamplona disse…
se todos tivessem redes em casa, o mundo seria um lugar bem melhor, não? :)
Belo lugar pra descansar um pouco e esquecer a barulhada lá fora...
Patty Diphusa disse…
Se já estava sonhando com uma rede no fim do post da avassaladora K agora muito mais. Você tem razão, são momentos mágicos que se passam nesses balanços do nada a lugar algum. Só existir.

Bjs
Depois de ler isso, me pergunto o que deu nessa gente pra dizer que internet é uma "rede"...
Roseane, disse…
Gostei da prosa. Aqui em casa tenho rede e uma cadeira rede, mas não tenho gancho...Que delícia seria poder me embalar em uma rede, fazer tudo o que você escreveu, exceto passar a mão no cachorro, pois não tenho e não gosto. E ainda ficaria toda prosa, também, se deitada na rede pudesse navegar na rede da blogosfera. Isso me deixaria com mais pavulagem ainda, e banzo também!!!
Olá Ricardo!

Meu nome é Denver Pelluchi, sou estudante de jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo.

Quem o indicou foi o Fernando Costa Netto (Dandão), um grande amigo do Armando Prado, Fotógrafo e amigo.

Estou realizando uma matéria sobre a Farc para uma revista on-line (projeto meu e de mais 6 amigos) e para a universidade, e pelo que pude apurar você é um bom conhecedor sobre esse assunto.

Vi seu documentário, e li sua matéria para a Rolling Stone sobre a FARC e gostaria de saber se há algum meio de entrarmos em contato, pode ser e-mail, para que eu possa lhe explicar com mais detalhes as informações que gostaria de ter.

Vou deixar meu e-mail e se você puder entrar em contato, agradeço.

denver_sa_@hotmail.com

Obrigado pela atenção,

Denver P.
Ju disse…
rede é o grande invento da humanidade! viva os corpos suspensos!!!
bjs preguiçoooooosos
;-)
Alice disse…
K,
Um dica para seus momentos de deleite: www.kalma.com.br
Tenho 2, uma de cada cor que alterno conforme meu mood.
Inté,
Alice
Carol Rocha disse…
Na minha infância, havia uma rede na casa onde morávamos, bem no meio da sala. Depois, por falta de espaço, minha mãe tirou.
Quando mudamos para o apartamento atual, ainda tinha esperanças de que coubesse uma na varanda. Mas infelizmente não cabe.
Ter uma rede em casa faz parte do projeto da MINHA casa.
Anônimo disse…
Olá Ricardo,

Gostaria de lhe mandar um link do youtube:

http://br.youtube.com/watch?v=5AYkfIEF6xI

Depois me conta o que vc achou.

Sandra Paulino
sandrapaulino@aasp.org.br
Anônimo disse…
Entendo bem sobre o assunto, pois em casa temos uma rede (presente do mano). Se deixar levar no seu vai e vem é bão demais da conta e juntando uma calma paisagem (tenho tal privilégio - uma bela mata quase dentro de casa), um bom papo ou então ficar mimando a filha e contemplando as estrelas, ai da vontade que tais momentos sejam eternizados.
Bjs.
picutta.c

Postagens mais visitadas