SHINE A LIGHT

Fui ver ontem "Shine a Light", o documentário de Scorsese sobre os Stones. Há filmes e fatos sobre os quais é melhor calar. Esse é um bom exemplo do calar é consentir , pelo grau de excelência dos personagens envolvidos ( o diretor e os Stones)e pela simplicidade de sua finalização embora o impressionante aparato técnico envolvido. Scorsese optou por simplesmente filmar um show mais intimista do grupo e assim captou a essência deles. Tanto talento e energia vem de onde ? "Simpathy for the devil ?" ou muito amor pelo que se faz ? corram para o cinema pois como as platéias do filme andam inexplicavelmente pequenas ele não deve fazer longa temporada. Impressionante é o trecho dos Stones tocando com Buddy Guy. Você ouve e jamais esquece !

Comentários

Ju disse…
fui ver nesse fds também! realmente, muito bom. quando há tesão no que se faz as coisas fluem como Mick Jagger num palco...
beijos
larissaguerra disse…
Aqui onde eu moro nem I'm not there estreou ainda. Acabo esperando sentada por Shine a light também.

Ah, Reública é casa, comida, roupa lavada, comida gostosa, mas não café.
Mila disse…
Ontem lembrei de vc...
Passando pela cultura vi algumas reportagens comemorativas aos 20 anos do Vitrine... outro dia mesmo vc reclamava do descaso com a data.... não sei se a comemoração foi ao seu contento... mas de qq forma... Me lembrei de ti!
beijos Mila
Cínthia disse…
Parabéns pelo blog e pelos posts variados, Ricardo. Estou sempre no Lost in Translation e no Priorado e este post me diz que ando muito desatualizada, nem sabia deste documentário mas vou reunir minha turminha e pretendo não perder a dica!!!
Cora disse…
Tbm estou perdida na província onde nada estréia...
Mas assim q tiver acesso prometo assistir... Stones + Scorcese só pode dar certo!
BjO Ricardo!
Enfim... disse…
Obrigada pelo comentário. Só por curiosidade: descobriste meu blog como? Fuçando na internet? Um grande beijo.

Postagens mais visitadas