MEGALÔS

Zapeando nessa madrugada tive o desprazer de voltar a assistir depois de muito tempo o programa do Jô Soares na Tv Globo. Um dos entrevistados era Marco Petit, especialista em Ufos, muito articulado que foi “sabatinado” pelo gordo egoíco que como de costume desqualifica e adota um tom jocoso toda vez que quer deixar claro que o assunto da entrevista não lhe parece verossímil . Evidente que o assunto ufologia é mais do que polêmico e muitos picaretas gravitam ao redor do tema. Mas se o Jô não leva o assunto a sério por que levar um especialista no assunto para adotar um tom jocoso ? Por que ficar interrogando o entrevistado aos soquinhos de maneira ansiosa, interrompendo o raciocínio se está na cara que não dá um tostão de crédito ao que está ouvindo ? as regras de boa educação recomendam que ao menos o entrevistador finja bem quando não acredita no que o entrevistado está dizendo. Como humorista ou mesmo contador de causos reconheço que Jô tem seus méritos mas como entrevistador e intelectual já nos deu provas incontestes de sua megalomania e incompetência no assunto. Eu mesmo nem sei porque me preocupo em perder tempo com isso visto que a única afinidade que tenho com o gordo megalô da tv é a antipatia que ele também nutre pelo nefasto deputado megalô Ciro Gomes.

Comentários

Por coincidência também vi um trecho da entrevista, Ricardo. Mudo de canal toda vez que dá o comercial no programa da Lucia Leme, e, às vezes, esbarro no umbigo inchado do gordalhão.
Também acho que ele é uma figura engraçada, e bom humorista. Mas pra intelectual, tá muito longe... teria que subir do salto, tratar os outros com mais respeito e ler muito mais do que apenas história do jazz.
Mas também, como podemos esperar alguma coisa de um cara que chama a Teresa Cruvinel pra debater política?? Sem chance...
Abração
ops... corigindo: "teria que DESCER do salto"..
Anônimo disse…
Vi o programa e percebi que o convidado tinha muito para dizer e não disse.
O Jô atualmente está na fase de brincar de subir e descer no elevador do programa e convenhamos intelectual, jamais...
Anônimo disse…
Valeu as dicas e a força ( o blogg agradece).
PS: o comentário acima foi meu.
bjs.
picutta.c
Ricardo, concordo com vc. É insuportável e muito desrespeitoso o tom jocoso do Jô Soares. Há muito tempo deixei de assistir a esse programa...e por falar em programa, vi um dia desses o final da sua entrevista sobre a Colômbia e a América Latina. Acho que foi na TV Brasil.
Fiquei interessada em ver o seu documentário. Como devo proceder para consegui-lo?
Ju disse…
queria ver o Jô sendo entrevistado... como seria!?
=**
Marcelo Moutinho disse…
Ele debochou do cara o tempo todo. Constrangedor.
El Deme disse…
Ricardo: I Cine Fest Brasil Madrid.(19-25 mayo)
La mala hora (Ruy Guerra)
La casa de Alice (Chico Teixeira)
El año en que mis padres se fueron de vacaciones (Cao Hamburger)
El cielo de Suely (Karim Ainouz)
5 fragmentos de casi una historia (varios directores)
La casa de Tom (Ana Jobim)
Andarillo (Cao Guimaraes)
Yo me acuerdo (Edgard Navarro)
La Via Lactea (Lina Chamie)
Alucinados (Roberto Santucci)
Mutum (Sandra Kogut)
Nuestra vida no cabe en un Opala (Reinaldo Pinheiro)
Sin control (Cris D´Amato)
.....cinefestbrasil.com...........
Un saludo, amigo!!!!
SS disse…
Pois 'e, ha anos que ele trata assim seus convidados e continua por la. Eu ja nao o assisto e faz tempo!
Edna Federico disse…
Também não gosto da maneira como o Jô entrevista, muitas vezes ele atropela o convidado ou faz uma piada que fica aquela saia justa.
Saudades do tempo em que ele fazia programa de humor.
Kiara disse…
Ai! Que eu to aqui com um sorriso... acheique era só eu que não gostava dele!! Como posso respeitar alguém que acha que se não é do conhecimento dele, não é cultura!??

Postagens mais visitadas