ARACAJU, FOREVER

Não se pode ter uma impressão definitiva de uma cidade sem estar nela várias vezes. Implico sempre quando uma pessoa diz que detesta o Rio de Janeiro ou odeia São Paulo ou qualquer outro recanto planetário sem ter estado ali várias vezes. Perdoem o clichê mas tal qual as pessoas as cidades mudam. Aracaju que conheci em 1994 e voltei outras vezes não é a mesma Aracaju de 2008. O conceito de falsa modernidade também se abateu por aqui com a construção de mausoléus ( enormes edificios para os novos ricos) nas áreas próximas ao mar, perto da praia de Atalaia. Mas com tanto rico brega e boom imobiliário Aracaju continua sendo muito aprazível e segura apesar da já citada boçalidade da polícia local. Apesar do trabalho exaustivo que aqui tenho venho sendo bem tratado pela cidade e pelas pessoas daqui. Recomendo vivamente Aracaju nas férias dos amáveis leitores. A gastronomia daqui é um capítulo a parte. Voltarei ao assunto.

Comentários

Eu concordo com você!! Agora quero ver você aplicar esse seu conceito a BH. Afinal, não se pode julgar sem estar nela várias vezes e, assim como as pessoas, as cidades mudam!! hehehehe
Tudo bem por aí, dear?
Espero que sim...
grande beijo
Entretanto, esse boom dos novos ricos preocupa, porque é justamente ele que acarreta em aumento da desigualdade econômica, elevando, como consequência, o número de assaltos e crimes. Será que a cidade resistirá a esse "crescimento" (palavrinha ambígua que só ela...), Ricardo?
Abraços
Mr. Fart disse…
"Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades/muda-se o ser, muda-se a confiança./Todo o mundo é composto de mudança,/trazendo sempre novas qualidades..."
Camões, há aproximadamente 450 anos... mudam, felizmente, o micro e o macrocosmo; como bem enfatizou o Marcelo, há efeitos colaterais do "crescimento" que só se vencem após algum tempo de enfrentamento (com o perdão pelo eco). Acho que democracia, de modo geral, leva mais de 50 anos para começar a firmar-se. A nossa... hm...
Concordo com você: avaliar de longe, sobrevoar e não viver, não leva(m) a bons julgamentos.
Abraços fortes.
Ricardo Soares disse…
ana paula... clarissa ramalho, aqui do meu lado, que roteiriza comigo o "arraial brasil" é tb mineira e diz que tenho que ter a mesma boa vontade com belo horizonte que vc pede pra mim...mas é dificil viu ??? continuo não curtindo muito a terra onde meus pais morreram e onde minhas irmãs vivem... quem sabe um dia eu aprenda por conta de mineiras tão legais quanto vc ... bj

marcelo... acho que aracaju já está contaminada e não resistirá a esse horrendo boom ... abs

mr. fart... sucede né que nem sempre as mudanças são pra melhor... quase nunca aliás
abs
Anônimo disse…
Concordo em parte com o que disse, mas vim para aracaju faz um bom tempo, e vi o quanto mudou. É uma cidade sem muito atrativos, mas apaixonante, AMO demais essa cidade e estado, que me mostrou ser muito misteriosa, sempre descubro coisas quem nem imaginava. Temo que Aracaju vire uma cidade como tantas que vemos por'ai, violenta e etc. E tem mais, 30% da população sergipana é de pessoas de outro estado, que vem passear aqui e acabam ficando e morando.

Postagens mais visitadas