SIMPATIAS LITERÁRIAS

Não é nova a constatação mas não custa lembrar. Há escritores muito simpáticos que escrevem mal. E há escritores antipáticos que escrevem bem. Agora nada como encontrar escritores simpáticos e competentes no que fazem como a cronista e poeta Martha Medeiros (em foto momentos antes de conceder uma entrevista a mim para a Tv Brasil) e o roteirista e escritor Guillermo Arriaga na foto logo abaixo à direita, ao meu lado, quando participávamos (eu como mediador, ele como convidado) de mais um salão de idéias da 20º Bienal Internacional do Livro de São Paulo.Tanto Martha que tem milhares de leitores (principalmente no Rio e em Porto Alegre onde publica crônicas na revista do Globo e na Zero Hora) como Guillermo que assinou roteiros de alguns dos longas mais interessantes da atualidade ( como BaBel, 21 gramas e Amores Brutos) teriam motivos de sobra para serem antipáticos se assim quisessem . No entando são simpatias pessoais que garantem a priori simpatias literárias. Agora, só à guisa de curiosidade : já imaginaram se as antipátiquérrimas Patrícia Melo , Fernanda Young ou Ana Miranda tivessem no currículo roteiros como os de Arriaga ( festejados no mundo todo) que grau de afetação não iriam destilar ? Pensem nisso. Sem julgar méritos literários dessas senhoras devo reiterar que sempre é mais agradável conversar com um autor simpático e que não se atribue importância indevida do que com primadonas que se tem em alta conta e enfiaram a modéstia num embornal Louis Vouitton.

Ahhh... nesse domingão , 17 tem no salão de idéias às 15 hs o João Gilberto Noll e às 16 horas o João Ubaldo Ribeiro.

Comentários

ana. disse…
que bello blog!!!
Dauro Veras disse…
Os filmes que Arriaga roteirizou são maravilhosos. Há pouco tempo revi 21 gramas. Obra-prima!
Anônimo disse…
Olá, Ricardo! Estivemos nos falando ontem na Bienal. Conforme prometido, envio o endereço da blogueira cubana: http://www.desdecuba.com/generaciony/ Também mostrar que o som do interior não se limita ao "sertanojo", vai aí o endereço do Braia: http://www.myspace.com/braiamusic Por fim, concordo com a sua escolha de "The Great Gig in the Sky" como a música mais bonita do Pink Floyd: a história completa da canção é tema de um longo capítulo no livro "The Dark Side of the Moon", de John Harris, publicado por Jorge Zahar Editor, e que eu encontrei ontem aí na Bienal.Abraços.André.
Aline T.H. disse…
Falou tudo, Ricardo. Tudo mesmo. Não há porque não ter simpatia...

Beijo!
Oi!

Li ontem e me lembrei desse seu post... (sobre as não tão simpáticas escritoras no qual menciona) :)

"Ele costumava não suportar a maioria dos escritores como pessoas, sobretudo se admirava o trabalho deles. Mais valia jamais encontrá-los. Melhor seria se fossem de papel e estivessem encadernados"

é do Cees Nooteboom, em Paraiso Perdido.


beijo!
Silvana disse…
Oi Ricardo!

Andei sumida, mas cá estou!

Adorei tudo o que escreveu, pis não suporto as malas escritoras que vc mencionou. Fernanda young e patrícia são imperdoávei...hahahaha

Beijo grande e parabéns pela mediação na Bienal (como sempre, brilhante!)

Silvana
Patty Diphusa disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Patty Diphusa disse…
eu me pergunto, porque perdi essa mediação sua com o arriaga?

momento porque mesmo viver aqui se nada aproveito?

bjs
Michele Prado disse…
A Martha é realmente uma simpatia, sem falar no seu brilhantismo profissional.

Estive na Bienal estes dias... uma pena não ter te visto por lá.

Bjs.
Ricardo Soares disse…
ana. seu blog também é muito belo...

dauro ... o arriaga é um craque mesmo... vamos ver como se sai na direção do seu primeiro longa né ?

andré...obrigado pelas dicas ... quanto ao livro 'the dark side of the moon' já o tinha visto numa livraria mas não havia levado. Depois do seu toque ontem eu comprei e levei...estou lendo e adorando... thanks

aline... não custa nada tentar ao menos ser simpático com quem lê a gente ?não seria uma outra forma de ganhar leitores ?

K. CONCORDO TOTAL COM A FRASE DO NOOTEBOOM que é um autor que ainda não li como deveria...bjs

silvana, bem vinda de volta... e nunca seja mala como as escritoras referidas...hehehe... kisses

patty... eu sou mesmo obrigado a concordar com vc... por que viver aqui , sp, inferno urbano, se não desfrutamos do pouco de agradável que a cidade nos proporciona ? aliás o público que acompanhou a palestra do arriaga foi modesto e decepcionante... perguntaram pouco e mal... se vc estivesse presente quem sabe não seria mais legal ?
kiss

michele... a martha sempre foi simpática... antes e depois da fama... e pena não termos nos encontrado pra um cafezinho...bj
Edna Federico disse…
Gosto muito dos textos da Martha.
Beijo
Ricardo,

Assistimos ao debate com o Arriaga, infelizmente precisamos sair antes do final e não deu tempo de conversarmos. Gostamos bastante, você é um ótimo mediador, em momento algum cometeu o erro de tentar aparecer mais que os convidados. Uma pena não poder dizer o mesmo dos autores do filme Estômago. Algum desavisado poderia pensar que um deles era o protagonista do debate...

abraços,

Débora e Fernando

Postagens mais visitadas