APOCALIPSE MOTORIZADO

Prometo que ainda falo com mais vagar sobre o livro "Apocalipse Motorizado" que dá título a esse post. É muito interessante e prova ser possivel viver sem as pragas urbanas que são os automóveis que todos os dias assassinam pedestres pelo planeta. Acordei muito cedo hoje e acabei assistindo a uma primeira edição de um telejornal global onde foi mostrado um bêbado boçal que atropelou uma equipe da tv Globo e mais um carro da polícia militar numa rua da Vila Mariana, São Paulo. Tragédia . Um dos atropelados ( assistente de vídeo da Globo) está mal e me questiono porque tem tanta gente ainda contra a severidade da lei anti- birita que agora está em vigor . Bebeu , não dirija! isso deveria ser óbvio num país civilizado como NÃO é o nosso. Ontem , começo da tarde, no médio trajeto entre Congonhas, Vila Mariana, Granja Viana vi tantos boçais cometendo atrocidades ao volante que fico penalizado de nós mesmos quando nos damos conta que temos que enfrentar essas bestas-feras estressadas e imbecis todos os dias no trânsito das grandes cidades. É mesmo um apocalipse motorizado . Turbinado por falta de educação, má gestão do transporte público e boçalidade simples e pura. Que Deus nos proteja !

Comentários

Marcio Gaspar disse…
infelizmente, meu caro, no brasil "geramos" uma sociedade em que o carro é sonho de consumo, simbolo de status, e instrumento de afirmação de sexualidade/superioridade. a boçalidade advinda e/ou acoplada a isso é a verdadeira tragédia que gera essas outras milhares que se acumulam todos os dias. e a lei anti-birita causa tanta polêmica, NÃO por causa da birita em si, mas por causa da restrição ao carro.
Sentimental ♥ disse…
é realmente complicado, eu não sei aí, mas aqui em brasília a fiscalização já não é a mesma do começo, e é fácil ver pessoas q beberam sairem dos bares dirigindo. aqui a quantidade de acidentes 'diminui', mas não foi uma queda considerável. é uma pena q responsabilidade não seja vendida em farmácia.
beijos
Sentimental ♥ disse…
leia-se 'diminuiu'

bisous
elisabete cunha disse…
Ricardo

O problema de educação no trânsito é muito grave. Principalmente porque vidas são eliminadas por falta de responsabilidade ao dirigir.

Será falta de educação no trânsito??

CLARO QUE SIM!

Dirigo aqui em Salvador há 10 anos, o trÂnsito cada dia piora e temos que rezar ao são cristovão ao sair de casa!

Sem falar do preconceito contra mulheres que dirigem[ em muitos casos somos mais responsáveis que o homem]

beijos
GUILHERME PIÃO disse…
Concordo plenamente.
Parabéns pelo post.
O que falta é consciência.
Abraços
Edna Federico disse…
Ricardo, valeu pelo toque lá no blog.
Depois passa lá para ver se melhorou...aumentei a fonte e coloquei em negrito.
Beijo
Mr. Fart disse…
"Que deus nos proteja" ou, em outras palavras, estamos despenhando.
Abraços fortes!
Falta de educação que é quase que diariamente fermentada pelas propagandas de automóveis, que centram seu discurso em transformar o que deveria ser um motorista com mentalidade coletiva em um pretenso ás do volante, com o queixo empinado e o ego inflado. A questão é que com o queixo empinado não se pode olhar pelo retrovisor...

Abraços

Postagens mais visitadas