um tequinho de Cinevertigem -1


      quem me dá, quem me dá esse destino de apólogo da miséria urbana, antropólogo do cimento, esteta da palavra moderna que brota do arrependimento; da culpa caudalosa e ancestral que vem de holandeses tão lindos que comeram as pernambucanas nas praias do Recife quando os tubarões não chegavam e os portos não avançavam por mangues cheios de comidas... quero ser o perfeito defensor dessas causas perdidas, curar as dores das barrigas que não degustam os manjares possíveis somente aos nobres paladares dos sociólogos da corte que cortam o raciocínio em começo, os meios e os fins; tudo tem finalidade, essa a grande verdade e eu não venho aqui para defender nem para explicar, confundir é o meu lugar, lugar de 500 anos de solidão que não explicam a contradição entre o país real e o imaginário, o país original e o falsário, o país do que acontece do que podia ter acontecido se o índio não tivesse comido a banha do bispo Sardinha morto no açougue das almas, morto no azougue com palmas no auditório quase vazio de nossa história, uma história que não é contada no cinema, esse o nosso dilema...

[Ricardo Soares: excerto da Cinevertigem]

Comentários

Groo disse…
"palmas no auditório quase vazio de nossa história, uma história que não é contada no cinema, esse o nosso dilema".

É por aí, Ricardo...nossa história ou histórias desprezadas, que vai se perdendo no esquecimento e no descaso, dando lugar a outras histórias, bobas e sem sentido para nós...

E só neste pequeno trecho de Cinevertigem tem tanta referência histórica que dá para viajar um bocado!

abs!
C. disse…
Que fofo esse lugar! Tô só de passagem mas nao poderia de deixar registrado, e que volto mais tarde, naturalmente.

bótemo dia pro cê.
leve solto disse…
Posso dizer que vale a pena ler o livro na íntegra e não só um tequinho!!!

Obrigada pelos elogios (acho que foi né?!) sobre meu texto, afinal vindo de quem é fera nas "escritas" só me deixa envaidecida"

kisses pra vc também

(Ei, essa hístória de pernas longas.... rsrsr Gostei disso, já ando com a auto-estima em alta e ainda vejo isso...rsrs Não que eu tenha essas pernas divinas e perfeitas.. mas... Linda foto. Como sempre as imagens do dia são muito interessantes)
Tata disse…
Oi,

Vim retribuir sua visita, e ADOREI tudo por aqui!

Muito obrigado pelo elogio, vindo de um jornalista....com uma bagagem feito a sua, é de se envaidecer!

Volte por lá quando quiser!
Voltarei sempre!
bjinhos
Quero ler esse livro!!!!

Hunm... Parece ser muito interessante. Adoro textos que me fazem pensar e refletir.

Quanto a foto... a maioria é sempre de mulheres, né!?

Saudações
Cintia Carvalho disse…
Oi Ricardo.
Obrigada pela visita a meu blog e pelo comentário.
Estou aprendendo e brevemente escreverei bem mais.
Um beijinho carinhoso.
PS. li suas postagens e gostei muito.
Parabéns!!
Manuela disse…
Olá Tio!

Posso me gabar, afinal já comprei e li o livro por completo!Muito bacana o jogo de palavras e remendos de assuntos!

saudades!!!


te amo muito!

bjs!
Confunde-me! Ressussita-me!
Aline disse…
Que texto maravilhoso, Ricardo! Vim aqui para retribuir a visita e fiquei fisgada por todo esse conteúdo. Parece confuso, sem muita pontuação, mas revela uma linha de raciocínio clara e concisa.

Vou te linkar, espero que retorne sempre também para ler meus casos e besteiras. ;) Ah, e parabéns por ser um ex-fumante!

Beijão
leve solto disse…
Ei, preguiçoso!! Pq não está escrevendo??

Passa lá em casa que tem post novo, e cito vc também!

Kisses
pablo pamplona disse…
Há quanto tempo não passo por aqui!, e é só passar que vejo pérolas como essa (:

Muito bom esse trecho do seu livro. Gostei muito mesmo, deu vontade de comprar - e estou mesmo precisando de mais um livro na estante!

Bom ver que seu blog continua a mil! O incêndio está meio apagado. Mas comecei a escrever num espaço novo, pessoal, tentando novos caminhos. (Aliás, eu adoraria que vc passasse por lá e comentasse o meu documentário)

Mas não venho aqui pra fazer jabá gratuito. Queria saber, como vai vc, mestre Ricardo? Por onde anda?

Grande abraço!

Postagens mais visitadas