A VOLTA DO CHICOTE

De volta ao Rio chego à cidade ontem com a estarrecedora notícia (e imagem) de seguranças da SUPERVIA chicoteando e dando socos em passageiros dos trens de subúrbio. O incidente foi captado por um cinegrafista na estação Madureira e embora os dirigentes da SUPERVIA tenham demitido os seguranças agressores tentaram usar como justificativa para tal boçalidade o fato de muitos passageiros deseducados impedirem o fechamento da porta dos trens o que colocaria todos em risco. Ou seja, a civilização esbarrando na barbárie com um erro sendo justificado por outro erro. Vamos parar onde hein ?

Comentários

Aline disse…
Totalmente absurdo! E o pior é que com certeza essa ideia não partiu deles, veio de cima!
angelo alfonsin disse…
Parecia um trem nazista partindo para Sobibor ou Dachau.
Armando Maynard disse…
Se essa 'BOÇALIDADE' pega, é bom os políticos começarem a correr...
Tata disse…
Sabe que quando vi essa cena na TV, achei RIDÍCULA!!! MEU DEUS...que era nós estamos mesmo??
Pareciam gladiadores contra leões famintos!! Uma barbáre foi o que aconteceu!Uma vergonha!

bjinhos
Fiquei com tanta vergonha...
Fiquei me sentindo tão responsável...
O que falta para que o nosso ESPANTO ressurja, e nos faça botar a boca no trombone mais alto do que já o fazemos?...
Tô querendo AÇÃO e RESPONSABILIDADE...para MIM.
Só penso nisso.
rm disse…
Onde vamos parar? Ué, na Central do Brasil... rss

Claro que não há sequer adjetivos para qualificar a bestialidade, mas por que não dar nomes aos bois?

1) O concessionário (Supervias, não é isso?) parece ter responsabilidade jurídica direta. Deve ser processado pelas pessoas agredidas por seus funcionários (que também devem ser processados criminalmente) e julgo que o Ministério Público, estadual ou federal, devia fazer o mesmo.

2) Além das eventuais obrigações jurídicas devidas pela empresa, creio que ela está em grande débito moral com a sociedade. Não basta demitir os brucutus; TODOS os responsáveis pelos atos, inclusive na diretoria da empresa, também deveriam ser demitidos e, só aí, a sociedade fluminense deveria aceitar um pedido, FORMAL, de desculpas.

3) O poder concedente (o governo do Estado, salvo engano) deve igualmente ser cobrado, pelos danos MORAIS. Em especial, as forças de segurança devem explicações sobre o comportamento da polícia militar.

4) O sindicato dos ferroviários, que pilota uma greve com possíveis efeitos na superlotação dos trens, NÃO pode ser poupado. Sobretudo se não cumpriu as determinações do justiça trabalhista estadual.
Groo disse…
Ricardo, eu não sei onde vamos parar, só sei que não é um lugar muito agradável, não.

Tá complicado. E isso é o que se "flagrou" no Rio. E o que as câmeras e objetivas não captam?
peri s.c. disse…
Onde vamos parar ?
Já chegamos faz tempo.
Udi disse…
"esbarrando na barbárie"?! Até que você pegou leve, hein?
leve solto disse…
Menino, nem fale!

Que cenas horrorosas né?! Absurdo.
rosa disse…
Os seguranças demitidos, e onde els arrumaram aqueles chicotes? De onde vieram as ordens?
São mais 4 desempregados para aumentar a fila do desemprego. A corda arrebentou pro lados dos mais fracos, passageiros e pau mandado.

Abraços Rosa

Postagens mais visitadas