ZÉ RODRIX

Atônito fico sabendo que Zé Rodrix morreu subitamente aos 61 anos. Nem preciso dizer aqui o quanto eu o considerava um craque musical, autor de jingles inesquecíveis, participante do lendário "Joelho de Porco", integrande de trio histórico com Sá e Guarabyra, compositor da clássica "Casa de Campo", imortalizada na voz de Elis Regina. Ultimamente ele também era autor de livros que embutiam levadas esotéricas e foi por conta desses livros que nos aproximamos. Através de uma colega que trabalhava comigo e era parente dele Rodrix se convidou para ir ao meu extinto programa "Literatura" que ele dizia gostar muito. Compareceu e a entrevista foi ótima, evidentemente escorregando para o lado musical. Nos vimos poucas vezes mais e há alguns meses eu o vi na rua, de relance, gritei seu nome mas ele estava entrando em um carro.Não me viu . Estava indo... não sabia que para sempre. Tem gente que realmente nos arrependemos de não ter proseado mais. Agora fica pra depois né Zé ? Boa viagem...

Comentários

Marcio Gaspar disse…
comentei sobre o zé hoje tb, lá no quasepouco... o conheci muito rapidamente, mas fui amigo do sá e do gut. belas figuras, alias. e o 1o. show que vi na vida, foi do S,R&G. vai-se parte das nossas vidas, né ricardo? musicas como 'o pó da estrada', 'hoje ainda é dia de rock', 'mestre jonas'... me deu uma melancolia danada essa partida do zérodrix.
Vinho tinto disse…
ainda ontem ouvi o que voçê tinha a dizer,fiquei tão imortal quanto voçê queria,porque como diz o Galeano,ninguém é imortal até o primeiro beijo ou o segundo copo,muito obrigado Rodrix,com a sua simplicidade o mundo ficou mais leve.obrigado.
Júlio Bernardo disse…
Fiquei muito triste. No momento tento escrever algo sobre o assunto para postar em meu blog, mas a tristeza é tão grande que as palavras não saem.
Grande poeta Zé Rodrix!
Groo disse…
Ricardo, ando meio sumido dos blogs,mas em breve retomo o ritmo normal...rsss

Puta que pariu, hoje ouvi Sá, Rodrix e Guarabyra e o Joelho de Porco o dia inteiro! "ME faça um favor" ouvi umas 10 vezes, "Hoje ainda é dia de Rock" é outro punhado de vezes e "Saqueando a cidade" inteirinho ) neste momento..."lá vem o home/do imposto de renda").

Ele vai animar a festa seja lá onde for. Fará falta nosso inesquecível Zé Rodrix. Essas coisas me deixam também muito melancólico...

abs
disse…
Uma imensa perda.
Zé Rodrix foi descansar em sua Casa de Campo no paraiso...
Que descanse em paz, com Deus...
Por conta de uma relação muito particular que tenho com a Morte (que não vem ao caso) costumo chorar com freqüência muito maior pelos vivos que sofrem.
Dessa vez não segurei; eu (e certamente muitos vivos) estamos sofrendo por causa dessa partida precoce e inesperada, que nos deixa singularmente à pé no pó da estrada.
Tomara os deuses existam.
Udi disse…
Informação e homenagem maravilhosas!

Emoção sob medida: esses momentos são armadilha eficiente para nos fazer cair em pieguice, mas uma "ternura embutida" nos salva dela!
;)

(farei um postinho no Prozac linkando prá cá)
A.Tapadinhas disse…
Por causa da Udi, estou aqui a comentar...

Zé Rodrix só o conheci depois de ter morrido, tantos os meus amigos que lhe fizeram homenagem...

Dei uma olhada nas entradas anteriores e, para além da qualidade de todas elas, me agradou a sua diversidade...

Fala de tudo sem tabus...

Vou ficar seguidor.

Abraço.
António
Celine Ramos disse…
A morte sempre nos deixa a sensação de "erro", de falta, nao somente da pessoa que morre. Mas do que poderiamos estar fazendo com essa pessoa depois que já temos esse limite.

Beijos
Júlio Bernardo disse…
Ricardo,
Tudo bem?
Consegui escrever algumas linhas sobre o tema, lá no Papo de Boteco.
Medíocres, mas de coração.
Abração!

Postagens mais visitadas