O país que nos mora adentro


      Meu país cruzou o oceano e desembocou em outros países formando uma rede de outros povos que no fundo buscam a paz.Meu país domou os ventos frios e as secas longas e dá bonança e rios plácidos a aqueles que preservam as suas margens. Meu país achou o rumo e investiu na educação formando pessoas e não consumidores. Meu país amanhece com sol mesmo nos dias que depois tornam-se nublados com as águas turvas e os medos de se ferir uma constituição.
     Meu país tem um hino que é cantado por seu povo não para glorificar mortes e batalhas passadas mas para celebrar um futuro onde todos digam adeus às armas. Meu país tem estradas longas e as vicinais , enormes lagos e seus afluentes e a gente que o habita quer se dar bem contanto que o vizinho do lado também esteja bem.
    Meu país olha bem suas crianças e vela pelo sono dos seus velhos, preserva suas árvores, seus cães e estende a mão à natureza tirando dela apenas o suficiente para a sobrevivência. Meu país ouve mais que fala. Fala quando vê e vê muito além do que momentaneamente lhe interessa. Meu país não tem ricos ou pobres mas todos estão na mesma linha de decência vivendo com conforto pra além de mera sobrevivência. No meu país não se ostenta mas se sustenta quem já não pode andar pelas próprias pernas. Meu país não vai pela esquerda nem pela direita pois aqui ideologia é apenas sinônimo de ter idéias e o centro o meio de uma história.
     Meu país não quer tomar ou ter os países vizinhos mas dividir com eles o produto de suas safras. Dando e recebendo sem mais trocos e trocas embutidas . Meu país acima de tudo não curou todas as suas feridas mas sabe onde buscar os ungüentos . Cultiva a paciência, a não –violência, a tolerância. Meu país não existe de fato no terreno físico mas está dentro de mim , dentro de vós , dentro de todos aqueles que tem a boa vontade de desatar tantos e tantos nós. Meu país não está a sós , na verdade é um turbilhão daqueles que existem bem no fundo do coração. Só que poucos de nós sabemos, poucos de nós o fazemos mas no fundo todos nós o intuímos e o queremos.

Ricardo Soares, 17 de outubro de 2007

Comentários

Francy´s Oliva disse…
Gostei da sua prosa, principalmente da parte onde...Meu país não existe de fato no terreno físico mas está dentro de mim , dentro de vós , dentro de todos aqueles que tem a boa vontade de desatar tantos e tantos nós. Meu país não está a sós...Acredito que sempre está em cada um de nós toda a possibilidade de melhor ao nosso redor.
Beijos.

Postagens mais visitadas