AMY WINEHOUSE FOREVER

(impressionante como a letra traduzida dessa canção do Pink Floyd cabe como luva em Amy Winehouse)


Brilhe seu Diamante Louco


Lembra quando você era novo?Você brilhou como o sol.Brilhe seu diamante loucoAgora há um olhar em seus olhosComo buracos negros no céu,Brilhe, diamante loucoVocê foi surpreendido pelo fogo cruzadoDa infância e do estrelatoFundido na brisa de aço.Venha, alvo de risos distantesVenha, seu desconhecido, sua lenda,seu mártir, e brilhe!

Você alcançou o segredo cedo demais,Você chorou para a lua.Brilhe, diamante louco.Ameaçado pelas sombras da noite,E exposto a luz.Brilhe, diamante loucoBem, você desgastou suas boas vindasCom precisão aleatória,Cavalgou na brisa de aço.Venha sonhador, você visionário,Venha pintor, em você flautista,prisioneiro, e brilhe!


Ninguém sabe onde você está,Quão perto ou longe.Brilhe, diamante louco.Empilhe muitas camadas a maisE estaremos nos unindo lá.Brilhe, diamante louco.E nós nos aqueceremos na sombraDo triunfo de ontem,E velejaremos na brisa de aço.Venha menino,Ganhador e perdedor,Venha mineiro da verdade e da ilusão,E brilhe!





    Hoje muitos estarão a falar dela nesse universo virtual atomizado. Milhares de admiradores pelo mundo todo. Admiradores e não fãs pois há muita diferença entre um e outro. Sou um admirador tardio de Amy Winehouse mas desde o dia em que a ouvi pela primeira vez foi acachapante. Cheguei a comentar com meu filho mais de uma vez que temia ser esse o fim dela,um fim precoce. Era enfim a crônica de uma tragédia anunciada e a mídia voraz por tragédias vai mais uma vez se esbaldar em cima de Amy . Exatamente como fazia quando ela vivia. Mídia muito mais preocupada com sua triste sina de junkie do que com  o talento impressionante dela como cantora, compositora e performer. Ela era um banquete para essa mídia baixo astral que se estabeleceu como regra no Brasil e no planeta, sinal do fim dos tempos.
   Amy não cabia em si. Não havia espaço dentro dela pra tanto talento, incômodo, inconformidade com um mundo escroto que já encontrou pronto. O mesmo talento paradoxal que matou a ela e a Hendrix, Joplin, Morrison e tantos outros. O mais é redundância. É duro ser genial nos tempos da cólera ignara que rotula, impõe regras e limites . Não deu para a Amy. Pena para nós. Agora vejam o link acima. A letra (traduzida)de "Shine on you crazy diamond" do Pink Floyd cabe como luva na tragédia que levou Amy. E abaixo Cida Moreira cantando lindamente "Back to Black" . Linda interpretação que agora soa como homenagem que é a única coisa que nos resta fazer para os mortos geniais que não compreendemos


Comentários

Helô Müller disse…
Oi Ricardo!
A canção se encaixa mesmo como uma luva... Bela lembrança!
Uma pena a partida tão precoce, de tanto talento! O mundo perde... e Amy perdeu-se na exacerbação de si mesma!
Choremos e fiquemos com sua voz e canções, forever!
Bj
Helô
R. S. Diniz disse…
Belo texto, e muito pertinente e a crítica à "mídia baixo astral". Acho que pior do que isso, é ter que aguentar as piadas de mau gosto de certos espíritos de porco no facebook e afins.

As pessoas só vêem uma figura, um personagem que faz parte da cultura de massas, e se esquecem que por trás disso há um ser humano, como qualquer um de nós.
ML disse…
Gostei do encontrou um mundo pronto que não deu pra ela! Fique em paz, Amy, nós é que continuamos no mundo escroto sem vc. Um carinho imenso por vc. Marcia Lima
Anônimo disse…
parabens Ricardo,muito obrigado pelo texto, pois há tempos venho sentindo a mesmíssima coisa,
um abraço,
Luis A. Biazzi
Anônimo disse…
"...mídia baixo astral que se estabeleceu como regra no Brasil..."

A programação é regida pela audiência. Mostram o que as pessoas querem ver. Uma pena.

Postagens mais visitadas