Sabedoria do coração 1- sem missão

steve mc curry, fot   .  

  Sou essencialmente um lutador mas também perco. A sabedoria do coração tem preço e demora a chegar. Às vezes quando chega já é tarde demais mas isso é pessimismo e aqui sopram outras brisas.
   Tive muitas vozes mas perdi todas. Graves, agudas,doces, resolutas. Agora busco apenas uma voz, pra me achar de novo inteiro nesse confuso tabuleiro onde já ofereci quitutes diversos. Todos dispersos. Todos de certa forma me levando à beira de abismos cômodos,abismos jogadas de efeito que me pareciam fazer ser mais destemido do que se fato sou.
   Inconscientemente imitei estilos .Os meus próprios e os de outrem. Mas sempre almejei ouvir minha própria voz. Serena, de preferência. Paciência se não consegui. Mas tento e tentei operar numa freqüência modulada ao sabor de plácidos acontecimentos. Cansei de tormentas já que tantas enfrentei. Quero as calmarias mas não a acomodação.
  Talvez a sabedoria do coração seja a mais difícil de ser conseguida. Saber ter placidez mesmo em meio a intempéries. E saber dar ao coração a chance de oferecer a outra face. O mais difícil é ser humano. Demasiadamente humano.

Comentários

Déborah disse…
É sempre bom saber do coração dos homens. Ainda mais se eles já passaram pelas tormentas e saíram delas sem amargura.
Ana disse…
Oi Ricardo, comecei agora a ler seu blog. Mas li esse post e vejoq ue eu estou numa busca incessante pra ser alguém, encontrar a mim mesma pra poder me doar, mas essa busca é tão complexa que às vezes acho que estou enlouquecendo. Enlouquecendo mesmo, de deixar a razão por complto com isso descobri que esse é meu maior medo: perder a razão!
Pura poesia, nessa prosa poética, fico sem saber se são palavras do seu coração ou do coração de tantos outros que voce sábiamente consegue perceber e dar voz...

Postagens mais visitadas