Paulistano passeio pedestre por rota inviável...

as fotos de celular estão péssimas mas atestam o momento em que defronte à "discolada" DPZ os carros roubam o espaço dos pedestres... 



                  Quarta- feira última. Um lapso de tempo, um fim de compromisso às 18 horas e o começo de outro às 20 , me deu duas horas de espaço que resolvi preencher com uma caminhada a pé do coração do Itaim Bibi ao miolo de Pinheiros por ruas consideradas "elegantes". Para você que não é de São Paulo posso dizer que isso não é nem tão longe, nem tão perto mas uma boa caminhada  que foi do começo da rua Joaquim Floriano- quando quase desemboca na igreja de São Gabriel -  até a rua cônego  Eugenio Leite, quase esquina com Teodoro Sampaio.
     E qual a grande novidade que a caminhada encerra ? a simples e triste constatação de que São Paulo ainda está longe de ser uma cidade para pedestres. Se caminhar por esses ruas pretensamente elegantes já é uma verdadeira  corrida de obstáculos que dirá caminhar por ruas descalças, nada excelsas ? 
       Se eu fosse me dar ao trabalho de fazer um guia preciso de onde residem os problemas pedestres nesse específico trajeto seria entediante. Daí me atenho ao genérico que é a observância de ausência de calçadas, calçadas estraçalhadas, bares chics que roubam as calçadas com mesas e cadeiras, tapumes e vallets, seguranças e manobristas. A farra do público virando privado entre ruas e avenidas conhecidas  como Urussuí, Mário Ferraz, Nove de Julho, Gabriel Monteiro da Silva, Faria Lima, Teodoro Sampaio, rua dos Pinheiros, cardeal Arcoverde, Tabapuã, João Cachoeira, a já citada Joaquim Floriano e outras mais. 
       Carros demais nas calçadas talvez seja o de menos para muitas pessoas. Exemplo notável é essa porção de veículos tomando o espaço público defronte à sede da agência DPZ dos pioneiros do marketing pessoal  Duailibi, Petit e Zaragoza que ensinaram desde sempre como agir para atribuir-se importâncias indevidas.  O que acontece defronte a agência é exemplo que a modernidade  que apregoam não chegou ao quesito "respeito ao próximo". 
        Mas sigamos a rota elegante pelas esquinas onde o pedestre tem que ser veloz para não ser atropelado no espaço que tem para suas travessias. O semáforo  para os carros é sempre uma prioridade e fico imaginando a terceira idade  e os deficientes físicos  a sobreviver no penoso trajeto. Temo pela minha tia Ottilia que no alto dos seus 84 anos circula por aquela região. Aliás vi uma cena na Teodoro Sampaio que ilustra isso.  Um solidário motorista de ônibus ajudando um cadeirante a descer do coletivo sobre uma calçada destruída. Logo acima, na extensão da mesma calçada, vasos gigantes, camelôs e cartazes de loja a obstruir a passagem. 
     Lentamente e com paradas para contemplação fiz meu trajeto acidentado em hora e quinze. A tempo de , antes de honrar meu compromisso, me sentar suado à mesa de uma padaria para refletir  que com certeza  seria muito salutar o nosso ainda jovem prefeito cultivar o hábito de caminhar pelas ruas da cidade para que os seus cinco sentidos apontem para a inviabilidade de uma vida pedestre em São Paulo. Literalmente há muito que caminhar para a coisa melhorar senhor Haddad.

Comentários

Mina Cara disse…
Se andasse de carro e melhorasse as vias já seria uma esperança.

É difícil demais...
CARLOS MOTTA disse…
Os carros invadem as calçadas e os motoristas usam as ruas para extravasar as suas frustrações. Realmente, está difícil viver, ou apenas sobreviver, em São Paulo.
Ricardo Soares disse…
Mina, é isso aí!!! se andasse de carro e melhorasse para os pedestres já era um alento...mas nem isso!! é soda!

Carlos...pois é ...existe amor ao próximo em Sp ???? abss
Lindo. belo. Fenomenal o seu espaço.
Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com



Leticia Sampape disse…
Se todos se lembrassem de que TODOS são pedestres independente do modal que usa para se locomover haveria mais amor ao próximo ... e se as cidades começarem a ser planejadas para serem caminháveis!

Tenho um projeto que trabalha por isso, convido todos a conhecerem www.sampape.com.br
www.facebook.com/sampape.sp
Ricardo Soares disse…
obrigado pelo afago José Maria Souza Costa...e quanto a você Leticia que bela iniciativa a sua...vou , modestamente, ajudar a divulgar...absss a vcs dois

Postagens mais visitadas